Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

Venda de fuzis a população pode ser proibida no governo Lula

Publicado

dia:

Venda de fuzis a população pode ser proibida no governo Lula


Divulgação Polícia Federal

Fuzil apreendido em clube de tiro pela PF em Pernambuco

A grupo de trabalho na área de segurança pública da equipe de transição do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva pretende  recomendar que a venda fuzis e espingardas semi-automáticas para a população civil seja proibida.

Publicidade

O coordenador do grupo técnico de Justiça e Segurança Pública da equipe de transição, senador eleito Flávio Dino (PSB) , deixou claro ontem que o governo petista não fechará clubes de tiro , mas que combaterá fraudes nos registros de CACs (colecionadores, atiradores e caçadores).

Para pessoas que já têm armamento com registros CACs, a propostas são da criação de um programa de “entrega voluntária e recompra”. O governo deve comprar a arma no “valor mais próximo do preço de custo” e esse arsenal bélico destinado a compor programa “para modernizar as Forças de Segurança”.

O relatório será entregue amanhã ao vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB), que coordena a transição. Pelos dispositivos do documento, as mudanças serão feitas logo nos 100 primeiros dias de governo – tendo início na revogação de decretos e normas criadas no governo Bolsonaro.

Publicidade

O grupo de trabalho levantou ainda possibilidade para tornar mais ‘custoso’ o processo de manutenção dessas “armas de guerra”.

Quem insistir em mantê-las no seu acervo vai pagar mais por isso com a imposição da renovação da licença anualmente, porém carece de detalhes sobre a renovação do certificado. 

A equipe recomendou o futuro governo fedeal a limitar a quantidade de armamentos comprados pela população civil para 4 armas e 100 munições para cada arma por ano.

Publicidade

governo Bolsonaro baixou portarias , sem discussão no Congresso, que permitem hoje o acesso a até 60 armas e 180 mil munições e 20 quilos de pólvora por ano.

O tempo de validade do registro de arma de fogo (CRAF) também pode ser alterado, de 10 a 5 anos para a posse emitida pela Polícia Federal e  para os chamados CACs (Colecionador, Atirador Desportivo e Caçador), autorizada pelo pelo Exército, de 10 a 3 anos.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Publicidade

Siga o portal Grajaú News no Google Notícias e no Canal do Telegram.

#grajaunews @grajaunews #grajau #saopaulo

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE