Siga-nos nas Redes Sociais


Tecnologia

Veja a evolução dos personagens de Street Fighter do 1 ao 5

Publicado

dia:

Imagem de: Veja a evolução dos personagens de Street Fighter do 1 ao 5

Street Fighter é uma franquia de jogo de luta lançada pela Capcom em 1987. Seguindo a máxima “sempre haverá alguém mais forte”, a saga apresenta heróis e vilões em torneios capazes de definir o destino da Terra.

Após mais de três décadas de lançamento, é comum que as motivações, aparências e jogabilidade dos lutadores ficassem mais sólidas com a tecnologia e o enredo. Confira a evolução dos personagens de Street Fighter.

Evolução dos personagens de Street Fighter

Ryu

Apesar de ser o protagonista da série, houve poucas mudanças na aparência de Ryu, sendo a mais perceptível a cor dos seus cabelos, que eram inicialmente vermelhos. Isso provavelmente tem a ver com a ideia de criar um lutador de fácil identificação.

Sua jogabilidade não teve alteração e só se tornou mais simples com o decorrer do tempo.

Ryu.Fonte:  Reprodução/Capcom 

Chun-Li

A primeira lutadora mulher da série apareceu pela primeira vez em Street Fighter II. Desde então, o visual de Chun-Li se mantém com o Qipao azul — com exceção nas prequelas Alpha.

Ela é considerada uma das mais rápidas da série. Seu estilo de luta permanece como ágil e de curto alcance, entretanto, sua resistência varia.

Ken

Apesar de ficar ora maior, ora menor, os fios de Ken continuam loiros, e o uniforme vermelho. Já no quinto título, a roupa fica amarrada na cintura e dá lugar a uma blusa preta.

A mudança na aparência não foi a única: para diferenciar Ken e o rival, a Capcom alterou o estilo de luta do personagem, que passa a pressionar mais o oponente. Mas claro, nada que extinguisse os movimentos clássicos.

Ken Ken.Fonte:  Reprodução/Capcom 

Guile

Guile debutou no segundo jogo de videogame com um rosto mais ocidental, com cabelo loiro, olhos claros e uma tatuagem da bandeira dos Estados Unidos. Seu visual não foi muito alterado durante a saga, mas às vezes o corte militar aparece menos exagerado.

Nos combates, a jogabilidade ainda é focada em defesa, com movimentos táticos e ágeis.

Dhalsim

Dhalsim é um pacifista que chegou na saga em Street Fighter II. Tanto sua aparência como suas habilidades não mudaram muito no decorrer dos anos — com exceção da barba branca em Street Fighter V. Ele é um lutador sem pupilas nos olhos que usa um cordão com três crânios e pintura facial. Em combate, preza a longa distância, já que consegue esticar braços e pernas, além de cuspir fogo.

Dhalsim Dhalsim.Fonte:  Reprodução/Capcom 

Blanka

O personagem que se tornou uma besta capaz de controlar a eletricidade foi introduzido em Street Fighter II. A princípio, sua pele era mais amarelada, mas, eventualmente, ela passou a ter mais pigmentação verde. Outra característica marcante que permanece no lutador é a sua cabeleira ruiva.

Já na jogabilidade, os movimentos de Blanka ficaram mais elaborados com o tempo e misturam capoeira, luta indígena, golpes de contato mais animalescos e a capacidade de gerar eletricidade.

Zangief

Diretamente da União Soviética, Zangief é um homem que usa uma sunga e tênis vermelhos. Seu visual é complementado por um tufo de cabelos no peito, moicano e barba — e assim continua desde Street Fighter II, quando apareceu pela primeira vez.

Apesar de não ser exímio em mobilidade e alcance, a jogabilidade foca em ataques pesados de luta greco-romana, característica presente desde sua estreia. Uma adição ao seu estilo de combate é a maior resistência.

ZangiefZangief.Fonte:  Reprodução/Capcom 

E. Honda

Mesmo sem a mudança no visual — com um tipo de kimono aberto sobre uma tanga, além de uma pintura no rosto —, a luta de Honda, que debutou em Street Fighter II, tem se tornado mais cadenciada e com mais agarramentos para ser compatível com sua especialidade de sumô.

Balrog

O antagonista Balrog estreou no segundo jogo de luta da saga como um boxeador afro-americano baseado em Mike Tyson. Na época, ele usava uma blusa, shorts e luvas de boxe. Já em Street Fighter V, Balrog passou a usar uma capa longa com capuz.

No que tange a gameplay, não houve muitas mudanças: ele continua com golpes fortes e rápidos com as mãos.

BalrogBalrog.Fonte:  Reprodução/Capcom 

Sagat

Grande vilão do primeiro jogo que reaparece no segundo, Sagat é um mestre de Muay Thai cuja aparência não mudou quase nada ao longo dos anos. Careca, com o torso à mostra e tapa-olho, o lutador evoluiu durante a saga com sua jogabilidade focada em alcance, técnica e poder.

Vega

Introduzido em Street Fighter II como um dos personagens do Shadaloo, Vega foi idealizado como um lutador mascarado que misturava ninjutsu, touradas e uma garra. Em sua estreia, usava uma roupa parecida com um collant, mas, eventualmente, ela mudou para calças e blusa mais largas.

Conforme os jogos eram lançados, Vega se consolidou como um dos lutadores mais rápidos. Entretanto, sua resistência não é lá das mais altas.

VegaVega.Fonte:  Reprodução/Capcom 

M. Bison

Também conhecido como Ditador, o último chefe de Street Fighter II permanece com o quepe e uniforme vermelhos. Seu estilo de luta também se manteve com golpes poderosos imbuídos do poder psíquico e uma boa mobilidade.

Akuma

O vilão que roubou a cena em Super Street Fighter II Turbo mantém o uniforme escuro e cabelos vermelhos desde a sua primeira aparição. Por outro lado, seus poderes só cresceram no decorrer dos jogos, até que ele pôde controlar totalmente o Dark Hadou mudando, assim, a sua forma. Seu estilo de luta cada vez mais é focado em poder, técnica e resistência.

Street Fighter tem um rol de nomes intrigantes e com estilos próprios. Cada um tem uma motivação diferente, seja um combate ao inimigo mais forte pelo puro prazer do poder ou, ainda, a salvação da Terra. Basta aguardar para saber o que a Capcom fará no próximo game da franquia.

Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DO MÊS