Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

Técnicos da prefeitura do Rio de Janeiro vão a Colômbia conhecer BRT e Ônibus a Gás Natural

Publicado

dia:

Técnicos da prefeitura do Rio de Janeiro vão a Colômbia conhecer BRT e Ônibus a Gás Natural

Objetivo da visita foi verificar aspectos do Transmilenio que podem ser aplicados no BRT Rio: Busscar Colômbia e Scania estiveram na agenda

ADAMO BAZANI

Técnicos da prefeitura do Rio de Janeiro estiveram entre os dias 10 e 12 de agosto de 2022 no sistema de BRT (Bus Rapid Transit) Transmilenio, de Bogotá, na Colômbia, para verificar o funcionamento do sistema e ver o que pode ser aplicado no BRT da capital fluminense.

O relatório da visita técnica foi publicado nesta sexta-feira, 30 de setembro de 2022, no Diário Oficial da Cidade.

Além disso, o Secretário de Coordenação Governamental, Jorge Arraes; e o Coordenador de Projetos Estratégicos da Secretaria Municipal de Transportes, Gabriel Tenenbaum, conheceram a operação e fabricação dos ônibus a Gás Natural no sistema de corredores da capital colombiana e nos ônibus menores para alimentação dos eixos mais movimentados.

O Estado do Rio de Janeiro é o maior produtor de Gás Natural do Brasil respondendo por mais de 60% da produção nacional, mas, segundo especialistas do IBP (Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás), nem todo este potencial é aproveitado e, quando o assunto é transporte coletivo, o Rio poderia ampliar a participação deste tipo de combustível com um baixo custo.

O mercado de gás do Rio de Janeiro hoje envolve mais de 1 milhão de clientes residenciais e comerciais, outros 1,6 milhão de usuários de GNV (Gás Natural Veicular), mais de 600 postos distribuidores de GNV e mais de 300 indústrias consumidoras.

Os profissionais visitaram a Scania Colômbia, fornecedora de cerca de 500 ônibus a gás para o sistema de Bogotá, e a Busscar Colômbia, que faz a maior parte das carrocerias destes veículos.

Apesar de mostrar sinais de saturação, o BRT Transmilênio é considerado um dos mais bem sucedidos do mundo e conseguiu melhorar significativamente a mobilidade da capital colombiana desde sua inauguração pelo então prefeito Enrique Peñalosa Londoño, em 18 de dezembro de 2000.

Os técnicos foram a garagens de ônibus e também conheceram o modelo econômico que sustenta o Transmilênio.

A prefeitura do Rio de Janeiro, atual operadora do BRT-Rio desde fevereiro de 2022, após intervenção e retirada das empresas de ônibus, pretende conceder novamente o sistema para a iniciativa privada.

O poder público está comprando ônibus novos e desapropriou garagens.

O intuito inicial é que o município continue sendo proprietário das estruturas e dos veículos, mas que empresas privadas assumam a operação.

O edital final ainda está sendo estudado e a gestão municipal tem pesquisado modelos dentro e fora do Brasil que podem auxiliar na licitação.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Fonte: Diario do Transporte

Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA