Siga-nos nas Redes Sociais


Bairros

Sindicato dos motoristas realiza mais atos em terminais. Na quinta-feira, assembleia decide se haverá ou não greve de ônibus em São Paulo

Publicado

dia:

Integrantes do sindicato no terminal Campo Limpo. Foto: Divulgação Sindmotoristas

Categoria quer aumento real de 3% nos salários , 20% de reajuste para condutores de trólebus, ônibus articulados e biarticulados; R$ 27 de vale-refeição e R$ 2 mil de PLR

ADAMO BAZANI

O Sindmotoristas – Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo realizou nesta quarta-feira, 15 de maio de 2019, novos atos em terminais de ônibus da cidade.

Desta vez, houve concentrações nos terminais João Dias, Campo Limpo, Pinheiros, Santana, Grajaú.

Ontem, as manifestações ocorreram nos terminais Santo Amaro, Sacomã, Parque Dom Pedro, Varginha e Lapa.

Na segunda-feira, 13, ocorreram assembleias em garagens no início das operações, o que atrasou a partida de muitos coletivos.

A categoria está em campanha salarial e nesta quinta-feira, 16, pode decidir em assembleia por uma eventual greve de ônibus em São Paulo.

A categoria pede 3% de aumento real nos salários somado ao maior índice de inflação acumulada nos últimos 12 meses.

Para os condutores de trólebus, ônibus articulados e biarticulados, o sindicato propôs 20% de reajuste.

Os motoristas dos trólebus, articulados e biarticulados atualmente recebem 10% a mais que os condutores de outros modelos de ônibus.

A categoria pede ainda PLR – Participação nos Lucros e Resultados de R$ 2 mil pagos até 31 de agosto, proporcionais aos meses trabalhados no período de 1º de maio de 2018 a 30 de abril de 2019.

O Vale-Refeição pedido pela categoria é de R$ 27,00, com descontos proporcionais aos salários.

Publicidade
Clique e Comente

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Publicidade

Siga-nos no Facebook

Mais Lidas