Siga-nos nas Redes Sociais


Tecnologia

Samsung e Motorola reduzem o ritmo e lançam menos celulares em 2022

Publicado

dia:

Samsung é líder de smartphones na América Latina; Xiaomi cresce


Divulgação/Samsung

Samsung lançou menos modelos em 2022

2022 foi intenso para o mercado de celulares, mas algumas fabricantes tiveram um movimento mais contido. É o caso da Motorola, que lançou menos celulares do que os anos anteriores, interrompendo o ciclo de expansão do portfólio. A Samsung também apresentou uma quantidade inferior de modelos em comparação com 2021.

Publicidade

Mesmo assim, o período foi de grandes revelações. Do lado da Motorola, a empresa lançou o Edge 30 Ultra, o primeiro do mercado com câmera de 200 megapixels . A Samsung também revelou o sucessor espiritual do Galaxy Note: o Galaxy S22 Ultra , mantendo o legado da S Pen vivo.

A queda na variedade de modelos é revelada por um levantamento feito pelo Tecnoblog com a base de celulares do GSMArena considerando as estreias globais, inclusive os relançamentos. Para a análise, escolhemos as três principais fabricantes da América Latina.

Ao contrário da Samsung e da Motorola, a Xiaomi assumiu um comportamento diferente: a empresa lançou mais celulares do que os anos anteriores em 2022.

Publicidade

As empresas, cabe ressaltar, ocuparam as primeiras colocações na América Latina no terceiro trimestre de 2022, segundo a Counterpoint Research.

Samsung revelou menos celulares em 2022

Comecemos pela Samsung, líder na América Latina. A fabricante apresentou 27 modelos de janeiro a dezembro de 2022. A quantia é 32,5% menor do que o resultado do ano anterior: 40 lançamentos.

Antes, a Samsung manteve um ritmo de crescimento desde 2017, quando revelou 25 celulares. O ciclo, no entanto, foi finalizado em 2020, período com 45 lançamentos. Mas foquemos em 2022.

Publicidade

Ano começou com a estreia do Galaxy S21 FE

O ano começou movimentado com a estreia atrasada do Galaxy S21 FE. Introduzido nos primeiros dias de 2022, o celular veio ao mundo como uma alternativa mais acessível aos modelos da linha Galaxy S21.

No entanto, não demorou muito e a Samsung revelou a família Galaxy S22. A estrela do trio foi concedida ao Galaxy S22 Ultra, que reviveu os tempos de glória da linha Galaxy Note.

Publicidade

Tudo isso, é claro, atende um público mais exigente. Pensando nisso, em março, a Samsung anunciou os novos Galaxy A33 e A53 para atender quem busca economizar mas não quer abrir mão de um bom celular. Na linha de intermediários, também houve a estreia do Galaxy A73 e do M53.

Os dobráveis também foram renovados. Mantendo o mesmo design de flip, a marca sul-coreana introduziu o Galaxy Z Flip 4 sem muitas diferenças em relação à geração anterior. O mesmo aconteceu com o novo Galaxy Z Fold 4.

Samsung é líder na América Latina

Publicidade

Todo esse movimento conferiu uma posição de destaque à marca: mesmo com a queda do mercado, a Samsung foi uma das únicas fabricantes a crescer na América Latina no terceiro trimestre.

“A Samsung permaneceu como líder absoluta na região e em todos os países individualmente”, disse Andres Silva, analista de pesquisa da Counterpoint Research, em dezembro.

E não é para menos. No terceiro trimestre, quatro em cada dez celulares da região foram fabricados pela Samsung. No mesmo período do ano passado, a empresa contava com 36% do mercado latino-americano.

Publicidade

Motorola reduz o ritmo de lançamentos

A Motorola passou por uma mudança de comportamento. Conforme ressaltado pelo Tecnoblog no passado, a empresa lançava poucos modelos até 2018.

Porém, da segunda metade de 2019 em diante, a empresa passou a diversificar cada vez mais o seu portfólio. Não à toa, depois dos 13 lançamentos de 2017, a empresa revelou 38 modelos em 2021.

A fabricante, no entanto, pisou no freio em 2022: ao todo, 29 celulares foram revelados, uma redução de 27,5% na comparação anual.

Publicidade

Enfim, um verdadeiro flagship

A linha Edge ganhou grandes reforços. Além de ser a primeira a trazer um celular com Snapdragon 8 Gen 1 (afinal, o Edge 30 Pro é o Moto X30 da China), a empresa se destacou com o lançamento do Motorola Edge 30 Ultra.

O celular é um dos maiores lançamentos da marca nos últimos tempos. Comecemos pela câmera de 200 megapixels que surpreende pela riqueza em detalhes e pelas fotos bem iluminadas em ambientes escuros.

Publicidade

O smartphone também agregou uma ficha técnica de ponta, liderada pelo Snapdragon 8+ Gen 1. Por fim, a Motorola prometeu três anos de atualizações ao smartphone.

Este não foi o único grande lançamento do ano. A marca também revelou o Motorola Edge 30 Neo, com cores da Pantone, e o dobrável Motorola Razr 2022.

Linha Moto G também marcou presença

Publicidade

Apesar do foco na linha Edge, a empresa apresentou mais celulares intermediários neste ano. É o caso do Moto G22, que desembarcou no Brasil em março com Android 12. O Moto G42, Moto G52, Moto G62 e o Moto G82 alcançaram as prateleiras logo depois.

A Motorola também revelou o Moto E32s e outros modelos da linha de entada no Brasil.

Motorola é a segunda maior da América Latina

Publicidade

Atrás da Samsung, a Motorola possui uma posição de destaque no mercado latino-americano. Apesar da queda no terceiro trimestre de 2022, dois em cada dez celulares do bloco são fabricados pela Motorola. Na época, a Counterpoint Research chegou a explicar que a retração foi ocasionada pela falta de modelos básicos.

“O desempenho da marca foi particularmente afetado no Brasil, Argentina e México”, disse a nota da Counterpoint Research emitida no último dia 12. “A série emblemática Edge 30, lançada recentemente, também não conseguiu agradar os consumidores”.

Todavia, a Motorola deu lucro à Lenovo pelo décima vez consecutiva no segundo trimestre de 2022. No relatório, a empresa chegou a falar em “hipercrescimento” em mercados estratégicos, como a América Latina.

Publicidade

Siga o portal Grajaú News no Google Notícias e no Canal do Telegram.

#grajaunews @grajaunews #grajau #saopaulo

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE