Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

Saiba como a radiação solar pode afetar a saúde dos cabelos

Publicado

dia:

Saiba como a radiação solar pode afetar a saúde dos cabelos


Redação EdiCase

Saiba como a radiação solar pode afetar a saúde dos cabelos

Os raios UVA e UVB, além de danosos para a pele, podem trazer problemas aos cabelos. A exposição solar excessiva, principalmente no verão, pode levar à vermelhidão, à queimadura, à sensibilidade e até a pequenas bolhas com líquidos no couro cabeludo, ocasionando a queda capilar. “Ela é chamada eflúvio telógeno, uma condição que afeta os folículos e induz a uma queda transitória”, explica o médico tricologista Julio Pierezan, pós-graduado em dermatologia, membro da Sociedade Brasileira do Cabelo (SBC).

Publicidade

Apesar de ser uma condição momentânea, os fios podem levar meses para crescerem e, dessa forma, essa situação pode afetar a autoestima. “Tem mais: isso pode-se somar a alopecia, quando ocorre o afinamento dos fios causando uma rarefação”, revela o médico.

Como prevenir?

Vale tomar alguns cuidados, como usar um protetor solar capilar, espalhando bem no couro cabeludo e na testa, quando for ficar muito tempo no sol. É preciso reaplicar a cada duas horas. Aposte, ainda, em chapéus e bonés. Contudo, é necessário ficar atento a esses acessórios, como argumenta Julio Pierezan, que é membro World FUE Institute e médico diretor da Clínica Pierezan (SP): “o cabelo cai devido ao enfraquecimento do folículo, então qualquer fator externo que facilite esse enfraquecimento pode provocar a queda anormal, inclusive o uso excessivo do boné em dias quentes e quando você não o higieniza corretamente”.

Tratamento s para a condição

É melhor procurar um especialista a fim de diagnosticar e tratar o problema. “Para o eflúvio telógeno , podemos usar a LEDterapia, um capacete com luzes de LED que combate os processos inflamatórios das células do couro cabeludo, estimulando o crescimento. Tem, ainda, a microinfusão de medicamentos na pele (MMP) e a mesoterapia, para potencializar os resultados”, pontua Julio Pierezan.

Publicidade

Agora, em casos de agravamento do quadro ou afinamento, o tratamento é feito à base de medicação oral e tópica. “Mas pode ser preciso combiná-los com uma cirurgia de transplante capilar ”, conclui o especialista.

Por Ana Marigliani

Siga o portal Grajaú News no Google Notícias e no Canal do Telegram.

Publicidade


#grajaunews @grajaunews #grajau #saopaulo

Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE