Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

Quando a mamoplastia redutora é indicada?

Publicado

dia:

Quando a mamoplastia redutora é indicada?

shutterstock

Mamoplastia redutora: especialista explica indicações

Dores nas costas, dificuldade para realizar tarefas cotidianas, problemas para encontrar roupas do tamanho certo… Essas são algumas das questões enfrentadas por mulheres com seios muito grandes. Assim, a mamoplastia redutora, ou seja, a diminuição do tamanho das mamas, apresenta-se não apenas como uma opção estética, mas também de qualidade de vida.

Entre no canal do iG Delas no Telegram
e fique por dentro de todas as notícias sobre beleza, moda, comportamento, sexo e muito mais!

A cirurgiã plástica Abdulay Ezequiel explica que o termo “mamoplastia” se refere a todas as operações que envolvam as mamas, e que há diferenças entre os procedimentos de acordo com a intenção do paciente.

— Podem ser realizados diversos tipos de mamoplastia. A redutora é a retirada de parte dos seios, a mastopexia que é colocar um seio que é flácido “no lugar”, a mamoplastia de aumento pode ser feita com o implante de silicone. Tem também as cirurgias reconstrutoras, que utilizam tecidos de outras regiões do corpo — explica Abdulay.

Siga também o perfil geral do Portal iG.

A cirurgiã conta que, na maioria dos casos de mulheres que optam pela redução das mamas, o desejo vem acompanhado dessas queixas. Segundo ela, a cirurgia causa reparação no bem- estar emocional e físico da paciente.

— Em geral, as pacientes querem reduzir os seios por causa de fatos que limitam sua qualidade de vida. Por exemplo, não conseguem dormir sem sutiã, ou não encontram uma peça confortável, a mama é muito pesada e causa dores… Além disso, pode haver excesso de transpiração na parte de baixo do seio, que causariam brotoejas — enumera a cirurgiã.

Não há, no entanto, uma indicação “matemática” para a realização da cirurgia, como uma medida em centímetros do tamanho do busto como critério para optar pela mamoplastia. Os parâmetros são definidos pelo desejo da paciente e pela orientação de um especialista, que irá avaliar individualmente se a cirurgia é indicada e qual é a quantidade de mama a ser retirada.

Quem optar por fazer a mamoplastia redutora deve prestar atenção aos cuidados do pós-operatório: nada de carregar peso ou fazer movimentos exagerados dos braços durante as primeiras quatro semanas depois da cirurgia. O uso do sutiã cirúrgico também é indicado para as semanas de recuperação, por diminuir a tensão em cima da cicatriz. Outras recomendações gerais de cirurgias também prevalecem: beber muitos líquidos, manter uma alimentação saudável e não permanecer acamado por longos períodos de tempo.

Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DO MÊS