Siga-nos nas Redes Sociais


Bairros

Prefeitura de SP entrega UPA no Grajaú para atender 20 mil pacientes por mês

Publicado

dia:

UPA Crédito: Prefeitura de São Paulo

Os atendimentos começaram com 13 médicos de dia e mais 13 à noite. No total, serão 525 profissionais da saúde dando assistência à população da região.

Prefeitura de São Paulo entregou a 22ª UPA nesta segunda-feira (31) aos moradores do Grajaú, na zona sul da capital. No local funcionava um pronto-socorro, que passou por uma ampla reforma para viabilizar atendimentos de saúde de complexidade intermediária. A nova unidade tem capacidade para atender cerca de 20 mil pacientes por mês. “Esse equipamento vai começar os atendimentos amanhã com 13 médicos de dia e mais 13 à noite. Além de equipamentos de ponta, a UPA terá 525 profissionais para darem assistência humanizada à toda população dessa região”, explicou o prefeito Ricardo Nunes.

A UPA D. Maria Antonieta Ferreira de Barros vai oferecer durante 24 horas serviços de urgência e emergência em clínica médica, pediatria, odontologia, ortopedia, psiquiatria, cirurgia geral e exames laboratoriais. Além disso, disponibilizará exames de raios-X e eletrocardiografia. A unidade contará com 24 leitos, 67 salas, entre consultórios, salas de avaliação de risco, serviço social, posto de enfermagem, quartos de isolamento e recepção. A unidade será administrada pela Organização Social de Saúde (OSS) Associação Saúde da Família (ASF) e contará, ao todo, com 525 profissionais de saúde.

Conforme o prefeito, o custo da construção do equipamento é pequeno em comparação ao seu custeio. Ricardo Nunes citou que para construir a UPA no Grajaú foram gastos pouco mais de 6,5 milhões, mas por mês, a Prefeitura terá pagar R$ 3,6 milhões. “Por isso, gente precisa ver a importância da gestão na Administração Municipal. Desde 2017, quando a cidade só tinha três UPAs na cidade, entregamos 19 unidades e hoje temos 22 UPAs”, destacou. A obra teve investimento de R$ 6.826.697,79, sendo R$ 5.573.822,28 para a construção, além de R$ 1.252.875,51 em mobiliários. O custeio mensal da UPA será R$ 3.616.561,24.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, a estratégia da gestão municipal é desafogar os atendimentos nos prontos-socorros dos hospitais da rede municipal de saúde da capital. “Como exemplo, cito essa unidade que vai atender 20 mil pessoas dessa região, que serão também beneficiadas com a abertura ou reforma de UPAs e Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Ao chegar a uma UPA, o paciente é assistido e pode ser tratado no próprio local ou, conforme o caso, encaminhado para outro equipamento de referência”, explicou Aparecido. As UPAs compõem uma rede organizada em conjunto com a Atenção Básica, Atenção Hospitalar, Atenção Domiciliar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Avança Saúde SP

As obras da UPA D. Maria Antonieta Ferreira de Barros foram executadas com recursos da Prefeitura de São Paulo em contrapartida aos investimentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) como parte do programa Avança Saúde SP. O Avança Saúde SP é um programa de reestruturação e requalificação das redes assistenciais da cidade de São Paulo que tem como objetivo ampliar a oferta, melhorar as condições de acesso e aprimorar a qualidade de serviços municipais do SUS na capital para a população.

investimento total no programa é de US$ 200 milhões (cerca de R$ 1 bilhão), dos quais US$ 100 milhões (R$ 500 milhões) financiados junto ao BID e o restante como contrapartida prefeitura. Em setembro do ano passado, o banco liberou mais US$ 22 milhões (cerca de R$ 114 milhões) para a gestão municipal, como parte do empréstimo total.

Nesta etapa do contrato estão previstas a construção de mais equipamentos de saúde, como UPAs e UBSs, além da continuidade das reformas. Até o momento, 58 estão concluídas de um total de 92 obras contratadas, sendo 55 obras de reformas de UBSs.

Outras 34 obras estão em andamento, com previsão de entrega neste primeiro semestre de 2022. Outras 38 obras devem ser iniciadas ainda neste ano, dessas, nove obras já estão contratadas para começo de obra em fevereiro de 2022, são elas: cinco construções de UBSs, duas construções de UPAs e duas reformas de UPAs. As demais 29 deverão ter início até o fim deste ano.

Publicidade
Clique e Comente

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DO MÊS