Siga-nos nas Redes Sociais


Esportes

Prefeitura de São Paulo espera movimentar R$ 1 bilhão com 50º GP Brasil de F1

Publicado

dia:

Prefeitura de São Paulo espera movimentar R$ 1 bilhão com 50º GP Brasil de F1
Rafael Arbex/Estadão Conteúdo - 11/11/2018Largada do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, disputado no Autódromo José Calos Pace (Interlagos), na zona sul de São Paulo, em 2021

São aguardadas mais de 200 mil pessoas no Autódromo de Interlagos durante os três dias de competição, o que representa um recorde para o evento.

Pela 50ª vez o Brasil será sede de um Grande Prêmio de Fórmula 1 e completará cinco décadas de história no automobilismo mundial.

Das 50 edições, 40 foram em São Paulo, com exceção dos anos de 1978 e de 1981 a 1989, quando a corrida aconteceu no Autódromo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro.

O GP Brasil acontece entre os dias 11 e 13 de novembro e são aguardadas mais de 200 mil pessoas no Autódromo de Interlagos durante os três dias de competição, o que representa um recorde para o evento.

Não há mais ingressos disponíveis. Para receber os fãs de F1, a Prefeitura de São Paulo e organização do evento promoveram melhorias para o acesso do público ao autódromo.

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, espera que o evento possa movimentar mais de R$ 1 bilhão e disse que 92% da rede hoteleira já está ocupada: “Nosso ticket médio de gastos diários é de R$ 1.600 e 75% desse público não é da cidade de São Paulo. Sendo que 25% são do interior de São Paulo, 40% fora do Estado de São Paulo e 10% do exterior. Vem aumentando, inclusive, o público que vem do exterior”.

O GP de São Paulo tem contrato com a Fórmula 1 até 2025, e o CEO da prova, Alan Adler, afirmou que não vê problemas em uma futura renovação do convênio pois, segundo ele, o mundo da Fórmula 1 é apaixonado pelo Brasil: “O momento da Fórmula 1 é associado ao sucesso de Interlagos. Interlagos geralmente é a melhor prova dos circuitos, sempre está concorrendo às primeiras três melhores provas. É um espetáculo, as pessoas são apaixonadas e a Fórmula 1 está vivendo um momento incrível com esse rejuvenescimento.

Hoje, são os filhos levando os pais. Geralmente os pais tem dois ou três filhos, e aumenta o público. É um momento bacana”. O holandês Max Verstappen já foi consagrado como o campeão da temporada de 2022 da F1, pois não tem mais como ser alcançado. Sua equipe, a Red Bull, também já se sagrou a campeã entre as equipes.

Em Interlagos, vai estar em jogo a briga pelo vice-campeonato mundial entre o monegasco Charles Leclerc e o mexicano Sergio Pérez.

*Com informações do repórter Victor Moraes

Fonte: JOVEM PAN

#grajaunews @grajaunews #grajau #saopaulo

Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA