Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

Polícia apura uso de drogas em feminicídio em SC – 28/07/2022 – Cotidiano

Publicado

dia:

Polícia apura uso de drogas em feminicídio em SC - 28/07/2022 - Cotidiano

Imagens gravadas por um advogado foram entregues à polícia de Blumenau (SC) e devem ser usadas nas investigações sobre a morte de uma jovem de 23 anos e de seu filho, de apenas três meses.

O suspeito é Kelber Pereira, 28 anos, marido da vítima, Jessica Ballock, e pai da criança. Mãe e bebê foram assassinados no apartamento da família, com um corte no pescoço. A faca usada no crime foi encontrada no local.

No vídeo, Pereira afirma não se recordar do que aconteceu. “Mas eu acabei matando ela com meu filho”, afirmou. A polícia trabalha com a hipótese de uso de drogas e aguarda o depoimento do suspeito.

Segundo o delegado Ronnie Reis, da Delegacia de Investigação Criminal de Blumenau, as imagens foram feitas por um advogado procurado pelo suspeito em Bragança Paulista (SP), uma das cidades por onde Pereira passou durante a fuga. Ele foi preso na noite de terça (26), em Paulínia, no interior paulista.

Pereira levava seu filho mais velho, de cerca de dois anos, e aceitou deixar a criança com o advogado, que não teve o nome divulgado. O garoto foi então entregue pelo advogado aos avós paternos, que moram no interior de Minas Gerais. O conselho tutelar foi acionado.

O delegado afirma que Pereira é investigado também em um inquérito que apura a morte de uma garota de programa em Gaspar (SC). “Ele teria entrado no motel com ela e ao sair, não tinha dinheiro, deixou o celular com ela como garantia”, diz Reis.

O suspeito também foi investigado por crimes patrimoniais, como estelionato e apropriação indébita.

Os investigadores souberam do crime após uma denúncia anônima, que pode ter sido feita pelo próprio suspeito, diz o delegado. Os corpos foram descobertos na manhã de segunda-feira (25) e foi só então que uma vizinha contou ter ouvido uma briga durante a madrugada de domingo (24). Antes do crime, porém, não houve nenhuma ligação para a polícia.

Pereira está preso em Campinas, onde aguarda transferência para Santa Catarina. Ainda sem advogado, foi representado por um defensor público durante audiência de custódia, na qual a Justiça confirmou a prisão temporária dele por 30 dias.

Ele deve ser acusado de homicídio duplamente qualificado, tendo feminicídio e crime contra descendentes como qualificadores. “Eles representam maior reprovabilidade social, maior gravidade, e atribuem àquela conduta típica uma pena maior”, explica a advogada Juliana Bertholdi, ouvida pela reportagem para comentar o possível enquadramento penal do caso. A pena pode variar de 12 a 30 anos de prisão.

Segundo uma amiga de Jéssica, que pediu para não ser identificada, o uso de entorpecentes por Pereira já era conhecido da família, e o casal se separou algumas vezes por esse motivo, mas logo voltava.

Ela conta que os dois se conheceram há três anos e meio, quando ele era segurança de um mercado de Blumenau e ela trabalhava na farmácia ao lado. Jéssica parou de parou de trabalhar logo que engravidou do primeiro filho.

Mãe e filho foram enterrados nesta terça-feira em Blumenau.

ONDE DENUNCIAR CASOS DE VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

  • 190 – Polícia Militar
  • Ligue 180 – Central de Atendimento à Mulher
  • Disque 100 – Disque Direitos Humanos

Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DO MÊS