Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

Podemos anuncia apoio a Garcia e oferece Renata Abreu para ser vice na chapa pelo governo de SP

Publicado

dia:

Podemos anuncia apoio a Garcia e oferece Renata Abreu para ser vice na chapa pelo governo de SP

Partido também lançou o professor Hoc como candidato ao Senado; PSDB conta com apoio de 9 siglas no Estado atualmente

Reprodução/[email protected]

Renata Abreu, presidente nacional do Podemos, em frente a políticos do partido

O Podemos oficializou o apoio à pré-candidatura de Rodrigo Garcia (PSDB) ao governo de São Paulo durante a convenção partidária estadual, realizada no último domingo, 24, na Assembleia Legislativa do Estado (Alesp). Além disso, o partido também confirmou a candidatura do deputado Heni Ozi Cukier, professor Hoc, para o Senado Federal pela legenda. Com esse apoio anunciado, o atual governador conta com 10 partidos ao lado dele, contando com o próprio PSDB. São eles: Patriotas, PP, Podemos, Solidariedade, Cidadania, União Brasil, MDB, Avante e Pros. Durante a convenção estadual do Podemos, a deputada e presidente nacional da legenda, Renata Abreu, foi colocada à disposição para compor a chapa de Rodrigo Garcia, como sua vice.

A proposição teve resposta de Garcia em entrevista: “A Renata é um grande quadro da política brasileira, uma das poucas mulheres que preside um partido político no país e fez um grande partido. Então, pode ser tudo. Nós vamos agora, neste período, última semana até a convenção, reunir os partidos e avaliar os nomes para tomar a decisão. Assim como também foi indicado hoje o nome do candidato ao Senado, professor Hoc. Tudo isso está sendo colocado para os partidos avaliarem, para que a gente possa compor uma chapa que represente o que a gente quer para o futuro de São Paulo. Até as convenções, até o dia 5, tudo vai estar decidido”.

Garcia ainda não confirmou se vai lançar o nome do seu ou da sua vice no dia 30, quando deve ocorrer a convenção partidária do PSDB em São Paulo. “Vai ser quando a gente decidir. Pode ser dia 30, dia 5. Tudo isso passa por uma grande construção. Precisa ter tempo e cuidado para tomar essas decisões. Se até a convenção nós chegarmos a um consenso, será na convenção, senão, até o dia 5 de agosto”, comentou o atual chefe do Executivo paulista.

*Com informações da repórter Nanny Cox

Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DO MÊS