Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

Ministro da Defesa do Equador renuncia após escândalo na pasta

Publicado

dia:

Ministro da Defesa do Equador renuncia após escândalo na pasta

Luis Hernández entregou carta de renúncia ao presidente Guilherme Lasso nesta terça-feira, 26, sem explicar motivo da decisão

Reprodução / Twitter @GrabHernandez

O ministro da Defesa do Equador, Luis Hernández, apresentou sua carta de renúncia ao presidente Guillermo Lasso nesta terça-feira, 26. “Permita-me, senhor presidente, apresentar minha renúncia como ministro da Defesa Nacional, cargo com o qual o senhor me honrou em 18 de outubro de 2021”, disse Hernández em carta, sem mencionar os motivos para a decisão. O anúncio acontece dias após um escândalo na pasta da Defesa pela presença de um ex-soldado, ligado a operações ilegais para atrair dinheiro do público, no interior do quartel-general do Ministério da Defesa. O ex-combatente mais tarde apareceu assassinado em um setor rural de Quito. Na ocasião, Hernández ordenou uma investigação, ao mesmo tempo que também se denunciava outra operação semelhante entre policiais.

A renúncia de Hernández também ocorreu poucas horas depois que ele participou de uma atividade para destruir armas apreendidas em operações de segurança e controle em nível nacional. Mais de 2,1 mil armas de fogo e mil acessórios foram destruídos depois que o prazo legal de armazenamento expirou e foram declarados obsoletos, disse o Ministério da Defesa em comunicado. “As Forças Armadas retiraram essas armas das ruas, cujo destino seria ameaçar a paz dos equatorianos”, disse Hernández. “Esta é apenas uma amostra, que começa nas fronteiras onde começa e termina a pátria, a partir daí o trabalho das Forças Armadas começa a dar segurança aos equatorianos em suas diferentes missões, o que permite que o povo equatoriano receba a paz que precisa e anseia.”

*Com EFE

Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DO MÊS