Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

Ministério da Justiça substitui comando da Polícia Federal no Amazonas

Publicado

dia:

Ministério da Justiça substitui comando da Polícia Federal no Amazonas

Mudança da pasta já foi publicada no Diário Oficial da União; Leandro Almada será substituído por Eduardo Alexandre Fontes na chefia do órgão

Agência Brasil/Arquivo

Comando da Polícia Federal no Amazonas foi substituído pelo Ministério da Justiça

O comando da Polícia Federal (PF) no Estado do Amazonas tem um novo nome. O atual superintendente da PF no Estado, Leandro Almada, será substituído por Eduardo Alexandre Fontes, delegado da PF desde 2003 e com passagens pelo Amazonas. Almada, que estava há 14 anos no Estado, sendo o último deles como superintendente, assumirá o comando da PF na Bahia. No ano passado, ele liderou algumas das principais operações da PF realizadas no Estado, no combate a crimes ilegais de desmatamento, mineração, grilagem de terras e invasões de terras indígenas.

O novo superintendente da PF no Amazonas, Eduardo Alexandre Fontes, teve sua nomeação publicada no Diário Oficial da União pelo secretário-executivo do Ministério da Justiça, Antonio Ramirez Lorenzo. Fontes já foi delegado regional de Combate ao Crime Organizado no Amazonas, entre 2010 e 2011, área voltada ao combate de tráfico internacional de drogas, crimes ambientais e fraudes em licitações. À época, chegou a chefiar o próprio colega Leandro Almada.

Fontes, que foi procurador do Estado de São Paulo, já foi professor de Direito Penal e Criminologia no Complexo de Ensino Renato Saraiva. Chegou a chefiar a Delegacia de Defesa Institucional em Boa Vista (RR), entre dezembro de 2003 e setembro de 2004, tendo atuado em ações de combate a crimes contra comunidades indígenas e tráfico internacional de pessoas. Leandro Almada havia assumido o comando da PF no Amazonas em abril de 2021, no lugar do delegado Alexandre Saraiva, que acabou afastado do cargo, depois de uma série de embates travados com o então ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, alvo de investigações da PF sobre suposto favorecimento a esquemas de extração ilegal de madeira.

*Contém informações do Estadão Conteúdo

Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DO MÊS