Siga-nos nas Redes Sociais


Saúde

Melão São Caetano: A verdade sobre a fruta ‘matadora’ do diabetes | Tom Bueno

Publicado

dia:

Melão São Caetano: A verdade sobre a fruta 'matadora' do diabetes | Tom Bueno

Pixabay

O melão São Caetano é uma fruta de aparência muito diferente do melão encontrado nos mercados

Quem convive com diabetes, assim como eu, sabe bem o desafio de manter a glicemia controlada. A rotina de tratamento exige muito das pessoas e dos cuidadores. E tem dia que ela cansa, não importa o tipo de diabetes (tipo 1 ou tipo 2). São tantas coisas para pensar e fazer: monitorar, tomar medicação, aplicações de insulina, dieta equilibrada, atividade física…UFA! Isso sem contar na dificuldade de acesso ao tratamento adequado pelo sistema público de saúde ou falta de dinheiro para manter isso de forma independente.

Muitos diabéticos ficam exaustos e querem desistir do tratamento mesmo sabendo que o diabetes não tem “cura” ainda. É nesse momento de angústia, fragilidade e desespero que muitas pessoas buscam curam “milagrosas” e receitas que prometem eliminar o diabetes. Eu sei exatamente os que as pessoas pensam e sentem nesse momento de cansaço e já vi muitas pessoas perderem a vida por deixarem o tratamento prescrito pelo médico acreditando em algo que a ciência não encontrou.

Eu estava nesse dia de exaustão e de saco cheio quando me deparei com um vídeo na internet falando da “Fruta matadora do diabetes”. Confesso que assisti inteiro vidrado e, ao fim, me perguntei: “será”?

Talvez se eu não tivesse acesso à informação e essa não fosse minha ferramenta de trabalho, eu teria acreditado logo de cara, mas sou jornalista e gosto de questionar e apurar cada informação que eu recebo. Foi o que eu fiz!

A fruta denominada “matadora” do diabetes é o melão São Caetano.

De origem asiática, a espécie que cresce como mato em cercas ou terrenos é rica em fibras e pode ser consumida como fruta, suco ou chá. Segundo a nutricionista Carol Netto, mestre em diabetes pela Unicamp (Universidade Estadual de Campina), o fruto teria propriedades químicas semelhantes ao da insulina o que “teria” um efeito hipoglicemiante, ou seja, de baixar a glicose. “Não existe evidência cientifica que mostre a eficiência do melão São Caetano no controle e no combate ao diabetes. Como qualquer alimento rico em fibras, ele pode evitar o pico glicêmico, mas não significa que seja a cura”, explica.

O médico endocrinologista Rodrigo Siqueira, diretor do Centro de Diabetes do Rio de Janeiro, também reforça o alerta para a falta de comprovação cientifica sobre a possível fruta matado do diabetes. “Não temos nenhuma evidência científica que alguma fruta ou chá melhore ou cure o diabetes. Infelizmente pessoas mal-intencionadas querem vender soluções que não existem se aproveitando do sofrimento do próximo.”

Mesmo que você queria consumir o melão São Caetano, os especialistas reforçam para que as pessoas com diabetes não deixem de tomar as medicações prescrita pelo seu médio. “Mesmo sendo considerado natural, o melão São Caetano pode ter efeitos colaterais e deve ser evitado por gestantes e durante o período de amamentação”, reforça o endrocrinologista.

Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DO MÊS