Siga-nos nas Redes Sociais


Cultura

Maternidade compulsória é abordada com humor em peça de teatro

Publicado

dia:

Maternidade compulsória é abordada com humor em peça de teatro

André Pinnola

Karla Tenório protagoniza peça “Mãe Arrependida”

A maternidade compulsória, arrependimento e a romantização de ser mãe são tratadas com humor na peça “Mãe Arrependida”, que está em cartaz para uma brevíssima temporada em Niterói, no Rio de Janeiro. A peça é protagonizada pela atriz Karla Tenório, que criou o espetáculo com base em suas próprias experiências maternas e em relatos de outras mães que se arrependeram de ter filhos.

Entre no canal do  iG Delas no Telegram
e fique por dentro de todas as notícias sobre beleza, moda, comportamento, sexo e muito mais!

O espetáculo gira em torno de um bate-papo da atriz com o público. Nele, Karla aborda o lado sombrio da maternidade e busca abordar a responsabilidade social sobre a frustração e o silenciamento das mulheres que passaram por essa experiência. Nessa conversa, são explorados os sentimentos mais íntimos e negligenciados da maternidade da atriz, como a solidão, o medo e as angústias.

“A maternidade compulsória é um assunto essencial nos dias atuais, uma vez que mais mulheres querem ser livres para não se tornarem mães e terem os seus direitos reprodutivos protegidos. O espetáculo é um convite para transformar as nossas crenças sobre a maternidade e conscientizar o público a respeito dessa construção social”, explica a atriz.

Acompanhe também perfil geral do Portal iG no Telegram
!

Além dos relatos reais, a dramaturgia apresenta dados e informações verídicas sobre a exaustão de ser mãe. A reflexão também se propõe a reafirmar as mulheres sobre sua própria autonomia no exercício de uma maternidade real.

A concepção da peça teve apoio de um movimento de mesmo nome do espetáculo. Criado em abril de 2021, o coletivo Mãe Arrependida reúne mais de 45 mil mulheres do mundo todo no Instagram.

Expoentes da cena teatral feminista do Rio, Karla também coescreveu o roteiro ao lado de Pâmela Côto e Joana Lerner, que dirigem a peça. “Mãe Arrependida” fica em cartaz no Solar do Jambeiro nos dias 16, 17 e 24 de setembro, com sessões às 19h e ingressos entre R$ 10 e R$ 20
.

Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DO MÊS