Siga-nos nas Redes Sociais


Saúde

Mais de 30% das pessoas têm hipertensão no país; veja como se prevenir | Saúde

Publicado

dia:

Mais de 30% das pessoas têm hipertensão no país; veja como se prevenir | Saúde

shutterstock

Brasil: mais de 30% das pessoas tem hipertensão; veja como se prevenir

A hipertensão é uma doença silenciosa que atinge mais de 30% das pessoas acima de 18 anos no Brasil. Hoje é comemorado o Dia Nacional de Combate à Hipertensão e o iG
conversou com um especialista em cardiologia para te alertar sobre os perigos dessa doença e como você pode se proteger.

A hipertensão, popularmente conhecida como pressão alta, é uma doença crônica definida pelos números elevados da pressão arterial. A condição acontece quando os valores das pressões máxima e mínima são iguais ou ultrapassam os 140/90 mmHg (ou 14 por 9).

A doença acontece quando a pressão, dentro das artérias, é muito alta e sobrecarrega o coração na hora do batimento, criando uma resistência que acarreta doenças.

E quem pensa que a hipertensão afeta apenas pessoas acima do peso, se engana. Segundo o gestor de cardiologia do Hospital Icaraí, no Rio de Janeiro, Claudio Catharina, o problema pode acontecer em qualquer pessoa, independente do peso e até da idade.

“A hipertensão arterial não é uma enfermidade exclusiva da obesidade. Mas é claro que o sobrepeso e a obesidade ajudam a aumentar o risco e acabam trazendo diabetes e doenças vasculares. Mas os indivíduos magros também podem ter hipertensão”, afirma o especialista.

Sobre as crianças, o especialista diz que, “apesar de não ser muito comum nessa faixa etária, a origem da enfermidade é geralmente de causa secundária, ou seja, pode estar relacionada a alguma doença que essa criança tenha”.

“Como exemplos podemos citar a obesidade infantil, uma das causas muito frequentes da hipertensão”, diz.

A hipertensão tem cura?

Segundo Claudio Catharina, a doença não tem cura, mas é possível conviver com ela de forma menos danosa caso sejam tomadas todas as medidas necessárias.

A hipertensão “é uma doença crônica e não-transmissível que precisa ser tratada para o resto da vida. Ela pode ter fases melhores e fases mais difíceis devido a intercorrências clínicas e momentos da vida da pessoa, até mesmo o uso de outras medicações que a pessoa precise tomar, como anti-inflamatórios, por exemplo, ou em casos específicos, como abandono do tratamento, stress, uso do cigarro, podem mudar o quadro”.

“Quando a origem da hipertensão é devido a uma causa secundária, como obesidade, doença endocrinológica, doença obstrutiva das artérias dos rins ou um tumor neuro endócrino, essa hipertensão pode ser revertida. Mas na maioria dos casos, a causa da hipertensão arterial é primária, como uma herança familiar”, completa o especialista.

Como maneiras de prevenir a hipertensão, o médico diz que a pessoa que já tem um histórico na família precisa fazer acompanhamento médico, principalmente após os 40 anos, para diagnosticar o mais breve possível.

“A prevenção é fundamental para minimizar o risco de desenvolver a doença ou pelo menos que ela não se instale de forma mais precoce. A partir da idade de 40 anos é preciso ficar alerta e visitar o clínico geral ou médico de família”.

“O tratamento não farmacológico inclui a prática de exercício físico regular, dieta com pouco sal e o controle do peso. Além disso, fumantes devem parar de fumar, pessoas estressadas devem procurar atividades que ajudam a relaxar como a yoga, acupuntura e outras práticas relaxantes”, finaliza.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram
e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DO MÊS