Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

Maior complexo educacional público de Santos começa a ser construído na Zona Noroeste

Publicado

dia:

Maior complexo educacional público de Santos começa a ser construído na Zona Noroeste


Nova e moderna escola Azevedo Júnior ficará na Praça Nicolau Geraigire. / Foto: Douglas Fernandes/PMS

O pontapé inicial para a construção do maior complexo educacional público de Santos, no bairro São Manoel, na Zona Noroeste, foi dado nesta segunda-feira (23). O início das obras da nova e moderna escola Azevedo Júnior, na Praça Nicolau Geraigire, integra a programação comemorativa de aniversário dos 477 anos da Cidade.

Publicidade

Com a praça totalmente cercada por tapumes, um trator iniciou a remoção da grama e das arquibancadas de um campo de futebol existente no local da obra, preparando a área para os serviços de fundação da nova escola Azevedo Júnior, que deverá estar pronta em fevereiro do próximo ano.

O complexo integrará as unidades municipais de ensino Dr. José Carlos de Azevedo Júnior e Flávio Cipriano Barbosa, atualmente localizadas nas ruas Nicolau Moran, 21, e Coronel Feliciano Narciso Bicudo, 598, respectivamente, ambas no São Manoel. 

“Será um complexo com ensino em período integral, fazendo parte da meta de incluir 75% da educação de Santos neste sistema até 2024.  Agradeço à comunidade, que abriu mão de seu espaço de lazer por esse breve período para dar espaço à educação. E no futuro ganharão um novo centro esportivo”, afirmou o prefeito Rogério Santos.

Publicidade

A diretora da unidade, Maria de Lourdes Carneiro, ficou responsável por ligar o equipamento, simbolicamente, marcando o início do que considera a consolidação de um sonho da comunidade. “É muito emocionante ver esse projeto no caminho de virar realidade. A comunidade merece e precisa há muito tempo, então vai ser uma emoção muito grande ver as crianças entrando nesse prédio”, disse.

Com 4.680,90 m², o equipamento contemplará os ensinos Infantil, Fundamental, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Médio, sendo este último em colaboração com o Governo do Estado. “O complexo atenderá mais de mil alunos, sendo 305 da UME Flávio Cipriano Barbosa e 915 da Azevedo Júnior, desde o berçário, com crianças a partir de 4 meses de idade, ao EJA, com alunos com mais de 70 anos”, informou a secretária municipal de Educação (Seduc), Cristina Barletta.

Como será construído na Praça Nicolau Geraigire, próximo aos prédios atuais das escolas, evitará o remanejamento de alunos, não interferindo no dia a dia dos estudantes. A construção do complexo escolar soma investimento que ultrapassa R$ 20 milhões.

Publicidade

“A escola será 100% acessível, moderna e toda pré-moldada, seguindo o modelo da UME Paulo Gomes Barbosa, no Jabaquara. É tudo o que a comunidade merece”, afirmou a secretária municipal de Infraestrutura e Edificações (Siedi), Larissa Oliveira. A expectativa, segundo a secretária, é que as aulas de 2024 já iniciem no novo complexo.

PROJETO MODERNO E INOVADOR

A nova Azevedo Júnior terá 2.832 m² de área construída, distribuídos por três pavimentos (térreo, primeiro e segundo andar). A escola contará com 14 salas de aula, salas pedagógicas (artes, estudioteca, leitura, informática, brinquedoteca), salas administrativas, cozinha, refeitório com 120 lugares, pátio externo e interno (coberto), playground e quadra poliesportiva. Tudo climatizado e com acessibilidade.

Publicidade

“Nós queremos sempre o melhor para os nossos filhos e ficamos gratos em ver esse projeto saindo do papel”, afirmou o ajudante geral Gabriel Jesus, de 24 anos, que espera o nascimento do primeiro filho. Ele estudou na UME Azevedo Júnior, há cerca de oito anos, e se diz feliz com a estrutura que o filho poderá desfrutar. “Acredito que vai ser um projeto de grande valia para as gerações futuras”.

O projeto estrutural da escola Azevedo Júnior e a fiscalização da obra estão a cargo da Siedi. O projeto arquitetônico é de autoria da Prodesan e os estudos envolveram ainda as pastas de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) e Serviços Públicos (Seserp).

A escola será construída com recursos no valor de R$ 12.590.036,79, contrapartida da Ecovias, pelas obras na entrada da Cidade. “É uma satisfação imensa para a Ecovidas colaborar com a Prefeitura de Santos em mais uma obra”, afirmou o gerente de Engenharia da concessionária, Naélson Cândido.

Publicidade

A obra da outra escola que integra o complexo escolar do São Manoel, a nova UME Flávio Cipriano, está na fase final do processo licitatório, com prazo de execução de 12 meses. A empresa Obra Nobre venceu o certame com o valor de R$ 7.583.684,61, verba do Município por meio da Seduc. A nova Flávio Cipriano será construída no local onde hoje há uma quadra coberta e somará 1.819,70 m² em dois pavimentos – térreo e primeiro andar.

COMUNIDADE GANHARÁ NOVO CENTRO ESPORTIVO

Como as escolas serão construídas no campo e quadra existentes na Praça Nicolau Geraigire, após a conclusão das obras e o remanejamento dos alunos para o novo endereço, a comunidade do São Manoel vai ganhar um centro esportivo que deverá ganhar o nome de Rei Pelé, com obras que devem durar seis meses.

Publicidade

O espaço contará com campo de futebol com 44,50 metros de largura por 75,50 metros de comprimento, quadra poliesportiva, arquibancada, vestiários e espaço de convívio sociocultural. Toda a estrutura será erguida onde hoje funciona a UME Dr. José Carlos de Azevedo Júnior, entre as ruas Nicolau Moran e Ada Campanini da Silva.


Fonte: Gazeta SP

Siga o portal Grajaú News no Google Notícias e no Canal do Telegram.

#grajaunews @grajaunews #grajau #saopaulo

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE