Siga-nos nas Redes Sociais


Curiosidades

Jerboa pigmeu do Baluchistão: 8 fatos sobre o menor roedor do mundo

Publicado

dia:

Jerboa pigmeu do Baluchistão: 8 fatos sobre o menor roedor do mundo


O jerboa é um grupo de roedores que podem ser encontrados da Mongólia ao Paquistão. Ao todo, existem 33 espécies catalogadas, dos quais o jerboa pigmeu é o menor deles. Eles são conhecidos por ter hábito solitário e hibernarem durante o inverno.

Confira abaixo oito fatos sobre um dos menores roedores do mundo!

Publicidade

1. Eles se locomovem pulando

(Fonte: Shutterstock)

Uma das características mais notáveis do grupo são suas longas patas traseiras. Eles as utilizam para se locomover saltando de um lado para o outro, da mesma maneira que cangurus.

Os jerboas também possuem uma longa cauda, que ajuda nos pulos, permitindo com que eles saltem de um lado para o outro quando precisam fugir de predadores.

Publicidade

2. Eles são rápidos e eficientes

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Apesar do seu tamanho, o jerboa é capaz de saltar uma distância de até 3 metros de distância. Esta é uma tática que eles usam para evitar predadores.

Além disso, eles conseguem pular a uma velocidade de 24 km/h, fazendo que eles sejam uma presa difícil para predadores naturais como corujas, raposas e cobras. 

3. Eles são noturnos 

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Como eles vivem em regiões de deserto, o calor do dia torna a vida muito mais difícil. Para evitar um desgaste maior e a perda de líquido, eles normalmente passam o dia inteiro em tocas que fazem na areia, só saindo à noite quando está mais fresco. 

Publicidade

4. São excelentes construtores

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Jerboas costumam criar quatro tipos de tocas: duas temporárias e duas permanentes. As temporárias são usadas para caçar, sendo uma para o dia e a outra para a noite.

Já as permanentes são usadas no verão e no inverno. A primeira é para quando o jerboa está ativo e é também onde os filhotes são criados. Como os jerboas hibernam durante o inverno, eles usam a segunda toca permanente para isso.

5. Eles têm excelente visão e ouvem muito bem

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

As orelhas compridas e os grandes olhos são duas características que também chamam a atenção nesses animais. Eles usam isso para ajudá-los a evitar predadores.

Publicidade

Seus olhos enormes os ajudam a enxergar melhor à noite, tanto para encontrar presas quanto para evitar predadores. E com suas orelhas, também grandes, eles conseguem ouvir ruídos a uma longa distância.

6. Jerboa não bebe água

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Como eles são comuns de regiões desérticas, encontrar água nem sempre é uma atividade fácil. Para lidar com esse problema, eles evoluíram para absorver toda a água que precisam do que comem. 

7. Eles são solitários

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

É muito difícil encontrar uma toca com mais de um jerboa. Quando isso acontece, normalmente são filhotes com uma mãe.

Publicidade

Assim que atingem idade suficiente para caçar e se defender de predadores, eles provavelmente não se envolverão muito com outros jerboas, a menos que seja para acasalar. Existem alguns casos de tocas comunitárias, mas elas são raras. 

8. O jerboa pigmeus é um dos menores roedores do mundo

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

No Guinness Book de 1999, ele foi listado como o menor roedor do mundo, empatado com o rato pigmeu africano. Os adultos pesam menos de 4 gramas e têm aproximadamente 4,4 cm de comprimento corporal. Já a sua calda pode ter quase o dobro disso, com 8 cm.

Por serem muito pequenos e viverem em uma região de difícil acesso, até o momento eles só foram encontrados em desertos do Paquistão.

Publicidade

Fonte: Mega Curioso

Siga o portal Grajaú News no Google Notícias e no Canal do Telegram.

#grajaunews @grajaunews #grajau #saopaulo

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE