Siga-nos nas Redes Sociais


Bairros

Hospital Geral do Grajaú, na Zona Sul da capital esta com 100% dos leitos ocupados

Publicado

dia:

Três hospitais estaduais da Região Metropolitana de São Paulo registram nesta terça-feira (26) ocupação total de leitos de UTI para pacientes da Covid-19.

Outras três unidades de saúde operam com mais de 80% da capacidade para pacientes com a doença na capital. O estado confirmou nesta terça-feira (26) os três primeiros casos no estado da nova variante do coronavírus identificada inicialmente em Manaus, no Amazonas.

A ocupação varia de um dia para o outro, mas o aumento das novas internações pela doença nas últimas semanas preocupa as autoridades de saúde.

A taxa geral de ocupação de leitos de UTI em toda rede de saúde é de 71% no estado e na Grande São Paulo nesta terça (26), o que corresponde ao patamar que não era registrado desde julho de 2020.

Segundo o governo de São Paulo, o Hospital Geral do Grajaú, na Zona Sul da capital, a ocupação de leitos de UTI já é de 100%. A situação é a mesma nas UTIs dos hospitais gerais de Itapevi e Carapicuíba, na Grande São Paulo.

Também operam no limite, com mais de 80% de ocupação, os hospitais de Sapopemba, na Zona Leste, e Santo Amaro, na Zona Sul.

A pressão no sistema de saúde levou o governo de São Paulo a aumentar as restrições da quarentena para tentar conter o avanço do coronavírus.

Esta terça-feira (26) é o primeiro dia útil na capital paulista com as novas regras, que estipula fase laranja do Plano São Paulo durante o dia e a fase vermelha após as 20h.

De acordo com Santiago Falcão, coordenador do Gabinete de Crise do estado de SP, as medidas podem endurecer mais, caso não haja melhora nos indicadores da pandemia.

“Nós avaliamos os números dia a dia. Então caso a epidemia continue numa franca ascensão a gente vai ter que tomar medidas mais restritivas. E essa semana está pra gente analisar e tomar a decisão nos próximos dias”, disse Falcão.

Nesta terça, a Secretaria de Saúde de São Paulo os três primeiros casos no estado da nova variante do coronavírus identificada inicialmente em Manaus, no Amazonas. Segundo cientistas, esta nova variante pode ter maior potencial de transmissão.

Publicidade
Clique e Comente

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

Mais Lidas