Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

Garçom Catalão, que serviu Lula e foi demitido por Temer, volta à Presidência

Publicado

dia:

Busca


O garçom José da Silva Catalão, que serviu Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT) quando presidentes, voltará ao governo. Sua nomeação foi oficializada nesta quarta-feira (18) por meio do Diário Oficial da União (DOU).

Catalão foi nomeado pela Casa Civil como assistente do gabinete pessoal de Lula, com remuneração mensal que gira em torno de R$ 3,5 mil. Ele volta a atuar como garçom da Presidência, mas ainda não há definição sobre se trabalhará no Palácio da Alvorada ou no Planalto.

Publicidade

O ex-presidente Michel Temer (MDB) demitiu o garçom em 2016, quando chegou à chefia do Executivo, após Dilma Rousseff ser afastada do cargo por meio de um processo de impeachment.

Na época, Lula usou suas redes sociais para reproduzir um trecho de conversa telefônica que teve com o garçom. Segundo o relato, o petista prestou solidariedade a Catalão, que se emocionou e afirmou que estava à procura de outro emprego.

“Meu querido, liguei para prestar minha solidariedade, você sempre foi um funcionário exemplar, que alegrava muito o palácio”, disse Lula no trecho reproduzido.

Publicidade

A demissão de Catalão levou outros membros do PT a criticarem Temer. Na época, Eduardo Suplicy usou suas redes sociais para pedir a readmissão do garçom.

“Faço um apelo de caráter humanitário ao presidente interino Michel Temer: recontrate o garçom José da Silva Catalão no gabinete presidencial. Trata-se de excelente servidor, reconhecido por todos. Seu salário de R$ 3.870 é compatível com suas responsabilidades e ele não gostaria de ficar desempregado”, escreveu o hoje deputado estadual.

Com informações de Gustavo Uribe, da CNN.

Publicidade

Fonte: CNN BRASIL

Siga o portal Grajaú News no Google Notícias e no Canal do Telegram.

#grajaunews @grajaunews #grajau #saopaulo

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE