Siga-nos nas Redes Sociais


Política

Falha no som anuncia número 13, do PT, em comício de Bolsonaro

Publicado

dia:

Intel produzirá chips para MediaTek

CURITIBA, PR (FOLHAPRESS) – Uma falha de som no comício de Jair Bolsonaro (PL), nesta sexta-feira (16), no Paraná, levou ao anúncio do número 13, do PT —para, só em seguida, fazer uma referência ao horário local (13h46).

O episódio resultou em vaias de apoiadores do presidente, além de gritos de “Lula ladrão, seu lugar é na prisão”.

Bolsonaro, cujo partido tem o número 22 nas urnas, esteve em Prudentópolis, cidade do sudeste paranaense, de apenas 50 mil habitantes e forte reduto de agricultores e imigrantes. O prefeito Osnei Stadler (União Brasil) assinou um decreto liberando os funcionários públicos para o comício do presidente.

Com foco em eleitores católicos, Bolsonaro disse que reza o Pai Nosso todos os dias e que torce para que o Brasil não sinta as dores do comunismo. Em seguida, recebeu uma imagem de Nossa Senhora.

“Temos o povo livre, trabalhador que não quer experimentar o que outros países estão atravessando. Sempre peço que comparem o Brasil a outros países, especialmente da América do Sul, mais ao norte”, disse ele, citando a Nicarágua, “onde expulsam freiras e padres”.

Bolsonaro discursou em frente à Igreja Ucraniana da cidade —que recebeu grande parte dos refugiados ucranianos— ao lado do governador Ratinho Júnior (PSD), do candidato ao Senado Paulo Martins (PL) e dos deputados Ricardo Barros (PP) e Filipe Barros (PL).

Depois do comício, o presidente almoçou com autoridades e descendentes ucranianos. Em seguida, foi para Ponta Grossa e segue para Londrina, onde fará nova motociata e discursará no parque de exposições Ney Braga.

Fonte: Yahoo Notícias

Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DO MÊS