Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

Eleição: Tarcísio tenta atrair PSD para formar chapa em São Paulo | Política

Publicado

dia:

Eleição: Tarcísio tenta atrair PSD para formar chapa em São Paulo | Política

Marcello Casal JrAgência Brasil – 24/11/2021

Ex-ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas

Em uma tentativa de afastar o PSD do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a equipe do pré-candidato ao governo de São Paulo  Tarcísio de Freitas (Republicanos)
intensificou a ofensiva para conseguir a aliança com a legenda comandada por Gilberto Kassab. A iniciativa envolveu até um convite ao próprio Kassab para ser vice de Tarcísio, segundo interlocutores do PSD e do Republicanos que têm participado das negociações. A costura, contudo, é difícil de ser concretizada.

Procurado, Kassab confirmou que a campanha do ex-ministro bolsonarista ofereceu o cargo.

“É verdade. O Márcio França (PSB), o (Fernando) Haddad (PT) e o (Rodrigo) Garcia (PSDB) também (ofereceram). É natural os partidos procurarem, até porque a coligação existe. Só na proporcional que está proibido. Essas negociações, conversas, convites, são mais do que normais”.

O presidente do partido pontuou, no entanto, que “mantém a disposição” de ter candidato próprio ao Palácio dos Bandeirantes — no caso, o ex-prefeito de São José dos Campos Felicio Ramuth (PSD), que até renunciou ao cargo para concorrer. Por isso, Ramuth passou a ser um dos mais cotados a ser vice do Tarcísio, já que Kassab não teria interesse em ficar com o posto.

A tentativa de acordo ocorreu em uma reunião entre Kassab, Ramuth e Tarcísio na semana passada.

A bancada paulista do PSD já vê como praticamente descartada a candidatura do ex-prefeito. Parte dela tem se aproximado cada vez mais de Tarcísio, como Guilherme Afif Domingos (PSD), ex-assessor do ministro Paulo Guedes, e o deputado Cezinha da Madureira (PSD), ex-presidente da bancada evangélica.

Liberado por Guedes, Afif deixou o governo federal para elaborar os principais pontos do programa de governo do pré-candidato do Republicanos.

“Estou cuidando de tudo no plano: economia, saúde e educação. Eu me desliguei do ministério para cumprir essa missão”, contou.

Sobre a aproximação com seu partido, ele frisou que não faz parte da articulação política, mas que a base da sigla tem uma “simpatia grande” pelo ex-ministro

Segundo parlamentares do PSD, o limite dado a Ramuth era conseguir pontuar pelo menos 5% nas pesquisas até julho, o que não deve acontecer. No Republicanos, o otimismo é grande.

“Todos que tiverem quadro competente para agregar ao projeto de São Paulo voltar a ser a locomotiva do Brasil serão bem-vindos”, diz o deputado federal Ricardo Izar (Republicanos-SP).

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram
e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DO MÊS