Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

É falso que presidente do Senado acatou projeto sobre ‘voto auditável’

Publicado

dia:

Captura de tela de uma mensagem que circula no WhatsApp sobre voto auditável

Circula em grupos de WhatsApp do Capão Redondo, na zona sul de São Paulo, uma mensagem de texto que afirma que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM), acatou o projeto de “voto auditável”, e que teria colocado no site do Senado para consulta pública. 

Confira a verificação:

URGENTE

O Presidente do Senado Rodrigo Pacheco acatou o projeto do “Voto Auditável” e foi colocado no Site do Senado para Consulta Pública, porém não está sendo Divulgado e a DIREITA está votando para parecer que o Povo Brasileiro quer isso para voltarmos aos tempos dos votos de cabresto. Precisamos urgentemente mostrar a nossa vontade votando “NÃO e vamos desmascarar mais essa grande maldade  bolsonarista

– Texto reproduzido de mensagem encaminhada pelo WhatsApp

A informação analisada pelo Papo Reto no Zap é falsa.  Diferentemente do que aponta a mensagem, não há um projeto de voto auditável, mas sim, uma ideia legislativa apresentada em 2018, que sugere o voto impresso em 100% das urnas. O atual presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM), foi eleito para o cargo apenas em fevereiro de 2021

Ideias legislativas são propostas apresentadas por cidadãos comuns no portal e-Cidadania, do Senado. Qualquer proposta que atinja 20 mil votos na plataforma em quatro meses é transformada em uma sugestão.

Cabe à CDH (Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa) do Senado avaliar a sugestão e, caso considere pertinente, transformá-la em um projeto de lei ou de emenda à Constituição — que, então, passa a tramitar como qualquer outro projeto. Neste caso, a proposta recebeu mais de 24 mil apoios e se transformou na Sugestão nº 9, de 2018. Entretanto, até o momento, a sugestão não foi votada pela CDH. 

Já a Consulta Pública é um procedimento feito pelo Senado Federal para todos os projetos e proposições que tramitam na Casa. Ela não está atrelada à aprovação de uma proposta, já que os senadores não precisam seguir o resultado da votação.

Esse conteúdo foi desmentido pelo próprio Senado, que ressaltou: “uma ideia legislativa não precisa ser acatada pelo presidente do Senado para ser analisada pelos senadores.”

Além disso, um material parecido circulou em 2021, porém com a narrativa de que “a esquerda divulgou (a consulta) e está votando para parecer que o povo brasileiro não quer isso”. Na época, o conteúdo foi verificado pelo Aos Fatos e Estadão Verifica.

receba o melhor da mural no seu e-mail

Aline Almeida

Aline Almeida

Formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo. Ama livros, música e séries. Libriana apaixonada por pets. Correspondente do Grajaú desde 2022.

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria?
Preencha o formulário abaixo.

ESCOLHIDAS PELA REDAÇÃO

yrdyr
yrdyr


>

receba o melhor da mural no seu e-mail



Fonte: Agência Mural

#grajaunews @grajaunews

Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE