Siga-nos nas Redes Sociais


Bairros

Doria diz que adotará quarta dose da vacina contra a covid-19 para toda a população de SP

Publicado

dia:

Vacina contra a covid-19 é aplicada em posto de saúde na região central de São Paulo

 O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), indicou nesta quarta-feira, 9, que o Estado adotará a quarta dose da vacina contra covid-19 para toda a população. “Vamos adotar em São Paulo a quarta dose, independentemente de haver ou não recomendação do Ministério da Saúde”, afirmou em entrevista à Rádio Eldorado. Atualmente, a aplicação é destinada apenas a imunossuprimidos, que, em geral, correm mais risco de ver a doença evoluir para quadros graves.

“A hipótese (da quarta dose) já é avaliada pelo comitê científico. Não só avaliada, ela já é confirmada pelo comitê científico aqui do governo de São Paulo”, apontou o governador. Porém, ele reforçou que, antes de iniciar esse novo momento da campanha de vacinação, é necessário avançar nas etapas anteriores da imunização para aumentar a cobertura vacinal no Estado.

“Nós estamos preparados para iniciar a quarta dose de reforço, mas fazendo um esforço ainda, antes de iniciar a quarta dose, para que as pessoas que não tomaram a segunda dose (vacinem-se)”, disse Doria. Conforme mostrou o Estadão, São Paulo ainda tem 2,2 milhões de pessoas em atraso com a 2ª dose da vacina da covid-19, a maioria (1,2 milhão) na faixa de 12 a 29 anos.

Com o avanço rápido da variante Ômicron pelo Brasil, que fez elevar o número de infecções e de mortes, médicos destacam a importância de completar a imunização e autoridades correm atrás dos faltosos.

“Avançando na segunda dose, nós aí já podemos iniciar em São Paulo a dose de reforço e a quarta dose, seguindo também uma ordem de faixa etária. Como fizemos na terceira dose: nós começamos vacinando as pessoas de mais idade até chegar às pessoas com mais baixa idade”, disse Doria.

O governador reforçou ainda que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprova a recomendação de doses de reforço, inclusive na quarta dose. A quarta dose já está permitida nacionalmente desde o dia 21 de dezembro do ano passado para pessoas imunossuprimidas, como transplantados e pacientes oncológicos.

No final de semana, a coordenadora do programa paulista de imunização, Regiane de Paula, já havia indicado que o governo de São Paulo poderia “ir além do Ministério da Saúde”. “Aguardamos também o Ministério da Saúde, (…) mas nós, muitas vezes, vamos além do Ministério da Saúde. Trabalhamos para que a população receba a vacina em tempo oportuno”, disse a coordenadora.

Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE