Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

Dicas para obter referências em processos seletivos

Publicado

dia:

Dicas para obter referências em processos seletivos


Você está participando do processo seletivo dos sonhos e, em determinado momento, a empresa pede para indicar quem pode recomendá-lo. O que fazer? Para quem pedir referências? O que considerar neste momento? É sobre estes tópicos que vamos tratar a seguir!

O que as empresas buscam quando pedem referências

O primeiro passo para obter boas indicações de seu trabalho é entender o objetivo da companhia pede referência. Segundo um artigo da Harvard Business Review, a ideia é obter uma visão mais profunda de seus pontos fortes e áreas de desenvolvimento, por exemplo. O empregador também busca conhecer seu estilo de trabalho e se você se encaixaria na cultura da empresa e na equipe em que está tentando ingressar.

Publicidade

Crédito: Drazen Zigic/iStockDicas para obter referências em processos seletivos

Também é importante entender o que é, exatamente, a referência. Quando se trata de um processo seletivo para estudar fora, fala-se muito da “recommendation letter“, a famosa carta de recomendação. Já no contexto corporativo, não necessariamente a indicação ocorre por meio de um comunicado tão formal quanto uma carta. Geralmente, os formulários em processos seletivos de empresas pedem que você indique o contato da pessoa, que o departamento de Recursos Humanos dará sequência.

Saber para quem e como pedir recomendações

Tendemos a pensar em um ex-chefe quando o assunto é recomendação profissional. Mas, para além de um gestor, o pedido pode ser feito a um ex-colega ou até a um professor (desde que, evidentemente, eles saibam falar sobre você profissionalmente). Contudo, tenha em mente que o pedido deve ser educado, ainda que você já tenha intimidade com as pessoas.

Publicidade

O artigo da Harvard Business Review fala sobre a importância do entusiasmo ao solicitar referências profissionais. Segundo a publicação, a empolgação do solicitado importa tanto quanto o que ele pode dizer a seu respeito. Na prática, se você entra em contato e percebe um tom de hesitação com relação ao pedido, é melhor tentar outra fonte de referência.

Perguntas a se fazer para obter referências profissionais

Uma vez que você entendeu o que a empresa quer saber sobre si e definiu quem pode dar as respostas mais assertivas, é hora de explicar de que tipo de referência você precisa. O diálogo de suas fontes de indicação com os possíveis empregadores deve responder a perguntas como:

⇒Quais são suas habilidades principais e como elas se adequam à função para a qual está se candidatando?

Publicidade

⇒ Quais são suas qualidades mais singulares?

⇒Pode dar exemplos de fatores que justifiquem as referências? (Projetos dos quais participou, entregas bem-sucedidas etc).

Contrapartida das referências em processos seletivos

Mesmo tomando todos os cuidados com relação às escolhas de colegas para recomendá-lo, é importante ter consciência de que as empresas podem optar por não seguir a lista que você indicou.  Isso porque, para obter informações mais fidedignas e imparciais, os recrutadores podem abordar pessoas alheias, que saibam terem trabalhado com você. A situação só demonstra o quanto é importante fazer boas conexões no ambiente profissional e manter a boa convivência enquanto fizer parte da equipe (e, se for o caso, até mesmo depois).

Publicidade

Siga o portal Grajaú News no Google Notícias e no Canal do Telegram.

#grajaunews @grajaunews #grajau #saopaulo

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE