Siga-nos nas Redes Sociais


Bairros

Dados revelam a desigualdade de renda entre os contaminados pela COVID

Publicado

dia:

Epicentro da contaminação de Covid-19 no Brasil, São Paulo torna ainda mais evidente o efeito da desigualdade social em tempos de quarentena.

Enquanto no Hospital Israelita Albert Einstein, no Morumbi, o primeiro a registrar paciente com coronavírus na cidade, o número de contaminados cai há dois meses seguidos, a periferia assumiu a ponta dos casos graves e dos óbitos.

Dados da prefeitura mostram que, dos catorze distritos com mais mortes por coronavírus, TODOS ficam fora do centro expandido. Atualmente é mais fácil morrer de Covid na Brasilândia, Sapopemba, Grajaú, Capão Redondo, Jardim São Luís, Cidade Ademar, Jardim Ângela, Tremembé, Cachoeirinha, Itaquera, Sacomã, Cidade Tiradentes, Jabaquara ou São Mateus do que nos bairros mais ricos. A seguir, mais números da desigualdade paulistana.

Dados: Prefeitura de São Paulo
Dados: Prefeitura de São Paulo
Dados: Prefeitura de São Paulo
Dados: Prefeitura de São Paulo
Dados: Prefeitura de São Paulo
Dados: Prefeitura de São Paulo
Dados: Prefeitura de São Paulo
Dados: Prefeitura de São Paulo
Dados: Prefeitura de São Paulo
Dados: Prefeitura de São Paulo
Dados: Prefeitura de São Paulo
Dados: Prefeitura de São Paulo
Dados: Prefeitura de São Paulo

Publicidade
Clique e Comente

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Corrida contra o tempo! Ajude-nos!

Publicidade

Siga-nos no Facebook

Mais Lidas