Siga-nos nas Redes Sociais


Bairros

Conta de energia elétrica em SP fica mais cara a partir desta quinta

Publicado

dia:

A revisão tarifária ocorre a cada quatro anos, conforme contrato de concessão, que tem como objetivo preservar o equilíbrio econômico

conta de energia em São Paulo está mais cara a partir desta quinta-feira (4). O reajuste médio, aprovado em revisão tarifária, é de 7,03%.

De acordo com a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), para os consumidores de baixa tensão, como clientes residenciais, o percentual é de 6,48%. Já para os atendidos em média e alta tensão, em geral indústrias e grandes comércios, o reajuste foi de 8,46%. O reajuste médio, por sua vez, é de 7,03%.

A revisão tarifária ocorre a cada quatro anos, conforme contrato de concessão, que tem como objetivo preservar o equilíbrio econômico da companhia. O principal fator que influenciou a correção deste ano foi o aumento do custo com a aquisição de energia, que representa 34% da composição tarifária.

A compra de energia foi impactada pelos elevados custos da geração de energia térmica no Brasil, uma vez que o nível dos reservatórios das hidrelétricas estiveram baixos nos últimos anos, além da elevação do custo de energia da Usina Hidrelétrica de Itaipu, em função do aumento da variação cambial em relação ao dólar.

Com a revisão tarifária deste ano, uma conta de energia no valor de R$ 100, apenas R$ 17 são destinados à distribuidora e utilizados para operação, expansão e manutenção da rede de energia elétrica.

O restante do valor, segundo a distribuidora, é destinado a cobrir os custos de transmissão, compra de energia, encargos setoriais e impostos, que não ficam com a distribuidora.

O mês de maio marcou o aumento no valor da conta de luz. Isso porque entrou em vigor a bandeira tarifária de cor amarela.  Com isso, as tarifas de energia terão um custo adicional de R$ 1 a cada 100 quilowatts-hora consumido.

Pensando nisso, o especialista Sérgio Levin, engenheiro eletricista do Ibape/SP, orienta o melhor uso de eletrodomésticos como geladeira, chuveiro, máquina de lavar, televisão e ar-condicionado, buscando reduzir o gasto na conta de luz em até 70%.

Fonte: R7

Publicidade
Clique e Comente

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

Mais Lidas