Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

Carta pela democracia será lida em jogral e deve ter secretária de Justiça como oradora

Publicado

dia:

Furtos de motos voltam ao patamar pré-pandemia em São Paulo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A leitura da carta pró-democracia nesta quinta-feira (11) na Faculdade de Direito da USP, no centro de São Paulo, será feita em uma espécie de jogral, com oradores lendo diferentes trechos do documento. O formato é tradição na faculdade.

Uma das pessoas encarregadas de fazer a leitura deverá ser Eunice Prudente, que atualmente é secretária municipal de Justiça de São Paulo.

Ela é professora da Faculdade de Direito da USP, foi secretária estadual de Justiça (2007-2008) e autora da primeira tese a propor a criminalização da discriminação racial, aprovada em 1980 e publicada no livro “Preconceito Racial e Igualdade Jurídica: a cidadania negra em questão”.

Prudente é advogada e referência nos movimentos feminista e negro.

A Microsoft pode ganhar uma comissão de afiliado caso você compre algo recomendado nos links desse artigo

Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA