Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

Cão robô vigia ruas na China para obrigar uso de máscara

Publicado

dia:

Cão robô vigia ruas na China para obrigar uso de máscara

Um cão robô é a mais nova ferramenta de Xangai, na China, para informar e fiscalizar o respeito da população às medidas contra a covid-19.

O animal eletrônico anda pelas ruas da cidade com um megafone preso às costas, “gritando” para que os moradores “usem máscara, lavem as mãos com frequência e chequem sua temperatura”, segundo informações do jornal britânico The Times.

Maior cidade da China, Xangai está em lockdown desde o final de março, após um aumento expressivo dos casos de covid-19 causados pela variante Omicron BA.2.

Além dos robôs imitando cachorros, as autoridades locais também vem usando drones para garantir que as medidas sanitárias restritas sejam cumpridas. Imagens compartilhadas nas redes sociais mostram um deles sobrevoando um parque e ordenando que as pessoas que passeavam pelo local “fossem para casa imediatamente”. “Ou vocês serão punidos de acordo com a lei”, descreveu o Times.

As regras para controlar o surto do vírus incluem medidas controversas, como o sacrifício de animais de estimação das pessoas internadas com covid-19.

Além disso, na maior parte dos bairros de Xangai, moradores foram orientados a não deixarem suas casas nem mesmo para tirar o lixo, de acordo com a Reuters. Todos os cidadãos da cidade também receberam uma ordem em 2 de abril para fazerem mais dois testes de diagnóstico do vírus.

Um membro da comissão de saúde municipal, Wu Qianyu disse à mídia local que a situação é “complexa e grave”, afirmando ainda que a “tarefa de prevenir e controlar” o vírus é “extremamente árdua”. Ontem, a cidade confirmou 7.788 novos casos de coronavírus assintomáticos e 438 sintomáticos.

Cão robô também monitorou Pompeia

O cão robô também virou a opção escolhida por autoridades para monitorar as ruínas de Pompeia, na Itália. Entre as tarefas do animal mecânico está a identificação de possíveis problemas de segurança e possíveis túneis feitos por ladrões para acessar áreas restritas do agora parque arqueológico, segundo o site UPI.

Apelidado de Spot, o cachorro foi desenvolvido pela empresa norte-americana Boston Dynamics e trabalha nas ruínas da cidade, destruída por uma erupção vulcânica há quase 2.000 anos, desde o primeiro dia deste mês.

!function (f, b, e, v, n, t, s) {
if (f.fbq) return;
n = f.fbq = function () {
n.callMethod ?
n.callMethod.apply(n, arguments) : n.queue.push(arguments)
};
if (!f._fbq) f._fbq = n;
n.push = n;
n.loaded = !0;
n.version = ‘2.0’;
n.queue = [];
t = b.createElement(e);
t.async = !0;
t.src = v;
s = b.getElementsByTagName(e)[0];
s.parentNode.insertBefore(t, s)
}(window, document, ‘script’, ‘
fbq(‘init’, ‘1425099884432564’);
fbq(‘track’, ‘PageView’);

Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DO MÊS