Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

BYD começa a operar carrinhos de medição no monotrilho da Linha 17-Ouro » Diário do Transporte

Publicado

dia:

BYD começa a operar carrinhos de medição no monotrilho da Linha 17-Ouro » Diário do Transporte

Foto: Divulgação BYD

O objetivo é verificar os dados teóricos do monotrilho na via já construída

WILLIAN MOREIRA

A BYD Skyrail SP, responsável pela fabricação e instalação dos sistemas do monotrilho da Linha 17-Ouro do Metrô de São Paulo, anunciou que iniciou a operação de carrinhos 100% elétricos para efetuar a medição das vias.

Estes veículos têm a missão de verificar se as estruturas instaladas estão de acordo com o projeto, seguindo o gabarito correto por onde os trens passarão futuramente.

Os carrinhos elétricos, conhecidos como “carrinhos gabarito”, foram construídos na cidade de Salto, no interior de São Paulo, e farão este trabalho importante em toda a linha.

“O carrinho gabarito identifica possíveis divergências na via. É um instrumento muito importante para trazer mais segurança para a operação do monotrilho. A equipe de engenharia da Skyrail faz todo o acompanhamento para enviar as informações ao Metrô de São Paulo”, afirma Alexandre Barbosa, diretor de Projetos da BYD Brasil, em nota divulgada para a imprensa.

O primeiro veículo chegou em 14 de julho e está pronto para operar, mas aguarda a melhoria das condições climáticas, uma vez que São Paulo vem recebendo chuvas nos últimos dias e passa por um clima com maior ventania.

“Toda obra de mobilidade bem estruturada utiliza essa tecnologia do carrinho gabarito. O carrinho serve para identificar e mitigar as atividades de adequações exatas antes da chegada do modal. O nosso diferencial é que o carrinho é elétrico, enquanto que a maioria é movida à combustão. É mais uma característica de sustentabilidade do nosso projeto e da nossa empresa”, concluiu Alexandre ainda em nota.

A BYD, além dos sistemas, está fabricando os trens da linha em sua fábrica em Guang’na, na China. Os trens são sustentáveis sem emitir poluentes na atmosfera, com uma frota contratada de 14 composições.

O monotrilho é um sistema onde o trem utiliza pneus e circula em cima de vigas-guia de concreto, que são as vias por onde ele circulará. Cada composição contará com 72 assentos e capacidade de transportar 600 pessoas de maneira confortável.

O monotrilho da Linha 17-Ouro é equipado com:

– Diversas câmeras;

– Sistema de combate a incêndios por névoa de água e extintor de pó seco. Cada carro está equipado com detectores de fumaça e dispositivos de aspersores de névoa de água;

– Sistema de monitoramento da pressão dos pneus. As rodas de cargas, rodas guias e rodas estabilizadoras são equipadas com sensores de pressão dos pneus para monitorar a pressão dos pneus em tempo real;

– Sistema de absorção de energia de impacto com dispositivo anti-encavalamento;

– Dispositivo de detecção de obstáculos na viga guia.

A Linha 17-Ouro contará inicialmente com oito estações, ligando a estação Morumbi que faz integração com a Linha 9-Esmeralda, até o Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul da capital paulista.

Foto: Divulgação BYD


Willian Moreira para o Diário do Transporte

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Fonte: Diario do Transporte

Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DO MÊS