Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

Brasil x Argentina: Fifa mantém realização de ‘clássico da Anvisa’, mas reduz multas a CBF e AFA

Publicado

dia:

Os jogadores Neymar e Lionel Messi conversam com agentes da Anvisa e da Polícia Federal que invadiram o campo da Neo Química Arena

A partida foi interrompida devido à entrada de agentes de Anvisa e da Polícia Federal, em 5 de setembro do ano passado, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022

Alex Silva/Estadão Conteúdo – 05/09/2021

Os jogadores Neymar (c) e Lionel Messi (e) conversam com agentes da Anvisa e da Polícia Federal que invadiram o campo da Neo Química Arena, na zona leste de São Paulo

O Comitê de Apelação da FIFA anunciou nesta segunda-feira, 9, que decidiu manter a realização da partida entre Brasil e Argentina, que foi interrompida devido à entrada de agentes de Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e da Polícia Federal, em 5 de setembro do ano passado, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022 – o jogo, conhecido como “clássico da Anvisa”, será disputado em 22 de setembro, em local ainda desconhecido. Apesar de não atender os anseios de CBF e AFA, que pediram o cancelamento do duelo, a entidade máxima do futebol definiu que irá reduzir as multas aplicadas pelo incidente ocorrido na Neo Química Arena, em São Paulo.

Em nota, a Fifa decidiu reduzir para 250 mil francos suíços (aproximadamente R$ 1,2 milhão) a multa aplicada à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pelas “infrações relacionadas à ordem e segurança”. Também diminuiu para 100 mil francos suíços (R$ 513 mil) a punição à Associação de Futebol Argentino (AFA) pelo “descumprimento das suas obrigações em relação à sua preparação e participação na partida”. Agora, as duas confederações podem recorrer ao Tribunal Arbitral do Esporte ou aceitar a definição do órgão que rege o futebol mundial.

Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DO MÊS