Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

Avião da Gol arremete para evitar acidente em Congonhas – 18/07/2022 – Cotidiano

Publicado

dia:

Avião da Gol arremete para evitar acidente em Congonhas - 18/07/2022 - Cotidiano

Uma situação bastante incomum chamou a atenção nesta manhã de segunda-feira (18) no aeroporto de Congonhas, na capital paulista, quando os pilotos de um Boeing 737 precisaram arremeter a poucos instantes de cruzar a cabeceira da pista enquanto um Airbus A319 ainda corria em sua decolagem.

A cena foi vista às 9h54, quando o Boeing 737-800 de matrícula PR-GGE, da Gol Linhas Aéreas, chegava de Porto Alegre no voo G3-1209, enquanto o Airbus A319 de matrícula PR-MBW, da Latam, decolava para São José do Rio Preto (SP) no voo LA-3610.

Quem ouvia a frequência de comunicação da torre de Congonhas naquele momento escutou que o avião da Latam recebeu autorização para decolar quando estava na cabeceira 17R, e logo na sequência, um dos pilotos da Gol foi ouvido avisando ao controlador de tráfego aéreo que sua aeronave estava na curta final, ou seja, a segundos do pouso.

Apesar da situação, nenhuma orientação de arremetida foi ouvida sendo dada pelo controlador de tráfego aéreo aos pilotos do avião da Gol em aproximação, nem de rejeição de decolagem aos pilotos do avião da Latam.

Com isso, pouco depois, enquanto o A319 estava acelerando pela pista, o Boeing 737 da Gol já era visto passando poucos metros acima da cabeceira 17R, em arremetida iniciada pelos pilotos em prol da segurança.

Depois de mais alguns segundo, o piloto da Gol foi ouvido perguntando para qual lado deveria curvar durante a subida após a arremetida, e logo o avião foi visto passando sobre o da Latam, que ainda corria na decolagem.

O avião da Latam decolou e prosseguiu normalmente com seu voo, enquanto o da Gol efetuou novo procedimento e completou seu pouso após alguns minutos.

Em nota, a Gol Linhas Aéreas afirmou:

“A GOL informa que o voo 1209, entre Porto Alegre (POA) e Congonhas (CGH), realizado na manhã desta segunda-feira [18], efetuou uma arremetida durante o seu processo de aterrissagem em São Paulo devido à presença de aeronave de uma companhia congênere na pista. Todo o procedimento seguiu os mais rígidos protocolos de segurança, valor número 1 da companhia. Depois de liberada a pista, a aeronave retomou sua posição e pousou em segurança às 10h05, hora local. A companhia reforça que uma arremetida é o ato de descontinuar um procedimento de aproximação. Ela ocorre quando, após análise, o comandante verifica que o pouso não pode seguir cumprindo todos os requisitos de segurança ou por determinação da torre de controle do aeroporto. A arremetida é uma manobra normal e segura e que permite que os pilotos iniciem nova aproximação em condições mais favoráveis, como neste caso.”

A Latam, tendo seu avião sido apenas um coadjuvante na situação, forneceu o seguinte posicionamento:

“A Latam informa que não registrou nenhuma irregularidade na sua operação no voo LA3610 (São Paulo-Congonhas/São José do Rio Preto) e em nenhum outro voo nesta segunda-feira [18].”

Possivelmente uma investigação será aberta para avaliar a situação. O Aeroin trará atualizações quando novas informações se fizerem conhecidas.

Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DO MÊS