Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

Avenida Paulista completa 131 anos nesta quinta-feira; conheça a história

Publicado

dia:

Avenida Paulista completa 131 anos nesta quinta-feira; conheça a história


Inaugurada em 1891 e idealizada por Joaquim Eugênio de Lima, ‘coração financeiro do Brasil’ inicialmente abrigou famílias tradicionais e barões do café

Banco de imagens/Pixabay Avenida Paulista completa 131 anos nesta quinta-feira, 8

Nesta quinta-feira, 8, a Avenida Paulista, chamada de “coração financeiro do Brasil”, completa 131 anos. A centenária via supera obstáculos que a vida de uma megalópole proporciona com charme e glamour. “Pela Paulista passam um entorno de 1,2 milhão de pessoas por dia. Isso significa uma Campinas por dia. E as pessoas circulam na avenida porque aqui tem tudo, a toda hora e para qualquer necessidade. Desde a igreja à academia, do parque à banca de jornal, do pastel da dona Maria aos shoppings centers, o comércio popular, o museu, o teatro e os parques. Tudo acontece e tudo tem aqui na Avenida Paulista. É por isso que as pessoas adoram circular, porque a avenida entrega tudo o que as pessoas querem”, declarou o presidente da Associação Paulista Viva, Livio Giosa, em entrevista à Jovem Pan News. Quando foi inaugurada, em dezembro de 1891, a Avenida Paulista não tinha sequer uma única construção. Ali circulavam bondes puxados a burro, cavaleiros e carruagens. Era a avenida mais larga e imponente do município, a primeira inteiramente planejada e destinada a um fim específico: Ser elegante.

Publicidade

O idealizador foi Joaquim Eugênio de Lima, um uruguaio formado em agronomia na Alemanha, residente em São Paulo e casado com uma brasileira. No local, se instalaram famílias tradicionais e barões do café inicialmente, mas logo a via se tornou o centro econômico e cultural da cidade. Welcia Paixão, que é síndica de um edifício residencial com 102 apartamentos na Avenida Paulista, revelou como é a tarefa de administrar um prédio em um lugar tão importante: “É bastante complexo, porque é um universo muito grande de pessoas com esquemas diferentes e idades diferentes. Mas, por um outro lado, é bastante tranquilo porque a Avenida Paulista tem uma estrutura bastante grande para segurar todo esse movimento de pessoas”. Ao longo de sua extensão, a “mais paulista das avenidas” reúne 29 consulados e 12 câmaras de comércio, além de inúmeras iniciativas de inovação, como exaltou o presidente da Associação Paulista Viva.

“Aqui aconteceu tudo de novo da cidade de São Paulo e virou exemplo. Essa avenida foi o primeiro espaço para circulação de transporte urbano, foi a primeira avenida asfaltada de São Paulo, foi a primeira avenida que nós instalamos a iluminação LED, a primeira avenida com sinalização vertical diferenciada, a primeira transmissão de rádio”, disse Livio Giosa. Mas a Avenida Paulista também tem suas adversidades e a luta é grande para sanar problemas como a insegurança, buracos no asfalto e nas calçadas e a tentativa de se dar condições adequadas às pessoas em situação de rua que vivem ali. Tudo isso não deixa de lado o romantismo e o amor que a população tem pela via, essa velha senhora que, mesmo com o passar do tempo, fica mais enxuta. Avenida que não escolhe cor, raça, religião ou classe social e abriga, dos altos empresários e executivos que descem de helicóptero nos espigões, aos simples homens com seus chinelos de dedo.

*Com informações do repórter Daniel Lian

Publicidade

Fonte: JOVEM PAN

Siga o portal Grajaú News no Google Notícias e no Canal do Telegram.

#grajaunews @grajaunews #grajau #saopaulo

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE