Siga-nos nas Redes Sociais


Curiosidades

Austrália Ocidental: a região que é um pesadelo para navegadores

Publicado

dia:

Austrália Ocidental: a região que é um pesadelo para navegadores


Com 13 mil km de comprimento, a costa ocidental da Austrália pode ser considerada uma região completamente assustadora. Ao todo, existem mais de 1,6 mil naufrágios constatados nessa área — mais do que qualquer outra parte do país junta — e agora esses destroços tem chamado a atenção de turistas, mergulhadores e fascinado cientistas.

A Austrália Ocidental (WA) possui somente 2,6 milhões de habitantes e recebe poucos turistas comparado com o outro lado do país, onde ficam localizadas as cidades de Sydney e Melbourne. Mesmo assim, essa parte do mundo acabou encontrando seus holofotes graças aos eventos inusitados acontecidos ali, onde muitos já dizem ser um local que rivaliza com as bizarrices do Triângulo das Bermudas!

Publicidade

Costa do naufrágio

(Fonte: Wikimedia Commons)

O número de acidentes navais é tão grande dentro da WA que resquícios de naufrágio podem ser achados em todos os lados, desde as praias das cidades até os parques marinhos mais distantes. O conteúdo é tão inacreditável que a região se tornou foco de uma nova série documental de seis capítulos chamada Shipwreck Hunters Austrália

A partir dos anos 1600, essa parte do planeta tornou-se um verdadeiro cemitério para embarcações holandesas, britânicas e portuguesas. Muitos desses navios acabaram naufragando enquanto estavam na rota de navegação dos Quarenta Rangentes, que passa da Europa para a Indonésia.

Publicidade

Ao ir longe demais no leste australiano, esses barcos acabaram caindo em águas extremamente traiçoeiras da Austrália Ocidental, que funcionam como armadilhas naturais e com marés absurdas. Sem contar que essa é uma região com abundância de recifes de corais rasos, falésias imponentes e de clima perigoso.

Desastres históricos

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Entre tantas histórias bizarras que aconteceram na costa ocidental da Austrália, poucas são tão macabras quanto a do navio Batávia, um barco holandês que rumava à Indonésia com mais de 300 pessoas e vastas riquezas à bordo. Durante sua viagem, a embarcação colidiu contra um recife e afundou nas ilhas Houtman Abrolhos em 1629.

Cerca de 250 passageiros conseguiram sobreviver, permanecendo em três pequenas ilhas no local. O problema, no entanto, é que a tripulação estava tomada por assassinos. O capitão do navio e o subcomerciante haviam traçado um plano semanas antes de tomar o navio, roubar todos os itens dos passageiros e se tornar piratas.

Publicidade

Mais de 120 dos sobreviventes foram mortos por esses homens e seus subordinados. Os restos do Batávia permanecem enterrados a apenas 5 metros abaixo da superfície da localização, onde se tornaram um verdadeiro ponto turístico para os amantes de histórias macabras. Durante esses mais de 400 anos de história, a Austrália Ocidental virou um verdadeiro colossal cemitério oceânico.

Porém, para os grandes desbravadores e amantes de contos fascinantes da vida real, viajar para essa parte do mundo pode te surpreender com histórias mirabolantes e segredos marítimos que ainda não foram revelados. 


Fonte: Mega Curioso

Siga o portal Grajaú News no Google Notícias e no Canal do Telegram.

Publicidade


#grajaunews @grajaunews #grajau #saopaulo

Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE