Siga-nos nas Redes Sociais


Bairros

Alunos ganham carteirinha e são interrogados após reportagem do R7 no Grajaú

Publicado

dia:

Novos procedimentos foram adotados pela direção da escola na zona sul de SP depois de reportagem constatar vulnerabilidade em ambiente escolar

Depois que a reportagem do R7 passou uma semana infiltrada na Escola Estadual Levi Carneiro, na região do Grajaú (zona sul de São Paulo), os alunos do EJA (Educação de Jovens e Adultos) estão sendo submetidos a novas medidas adotadas pela direção da escola.

Primeiro, no início desta semana, os estudantes do EJA receberam uma carteirinha que precisam apresentar para entrar na escola. O material de identificação foi dado para os alunos antes mesmo da reportagem ter sido publicada — mas depois de a Secretaria da Educação do Estado ser questionada sobre a segurança do local.

Após a publicação da matéria, nesta quarta-feira (21), os alunos do 1º TE (Termo E) do EJA também receberam na sala a visita de um funcionário da escola, que questionou sobre a presença de não alunos. Depois, um estudante foi convocado para ser interrogado na direção.

Essas informações foram dadas para reportagem por alunos que estavam presentes, mas que não serão identificados.

Procurada pela reportagem, a Secretaria da Educação disse, por meio de nota (íntegra abaixo), que todos alunos da escola devem receber a carterinha, mas as das turmas regulares estão sendo finalizadas e devem ficar disponíveis a partir da próxima semana.

A pasta afirmou ainda que os funcionários e os estudantes estão sendo ouvidos devido a uma apuração aberta pela Diretoria Regional. Ainda segundo a secretaria, “a unidade escolar intensificou o monitoramento”.

Uma semana infiltrado

Os procedimentos adotados na escola acontecem depois da reportagem ter passado uma semana como aluno infiltrado na turma do EJA e constatar que, cinco meses depois do massacre na escola Raul Brasil (em Suzano), os alunos da rede estadual seguiam vulneráveis no ambiente escolar.

Em entrevista ao R7, o secretário-geral da Educação do Estado, Haroldo Corrêa Rocha, reconheceu que a reportagem não deveria ter facilidade em entrar na escola, e afirmou que o governo vai adotar procedimento na segurança dos alunos na escola.

Nesta quinta-feira (22), a reportagem voltou a questionar a secretaria sobre as novas medidas adotadas na escola. Leia abaixo a íntegra da nota da pasta:

A Diretoria Regional de Ensino Sul informa que os alunos das turmas regulares receberão as carteirinhas até o final da próxima semana, pois estão sendo finalizadas. A unidade escolar intensificou o monitoramento. Funcionários e alunos estão sendo ouvidos devido à apuração aberta pela Diretoria Regional.

Fonte: R7

Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA