Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

A partir do dia 20, redescobrindo o rio Pinheiros no Sesc Santo Amaro

Publicado

dia:

grajaunews.com

O rio Pinheiros atravessa a cidade, começando na Serra do Mar e circulando pelo estado até a capital paulista. Muito diferente do rio que conhecemos hoje, o Pinheiros dos tempos coloniais era chamado de Jurubatuba, que significa “terra dos Jerivás”. O rio começava num local de muitas palmeiras Jerivás.

O atual nome do rio foi dado pelos jesuítas que criaram um aldeamento indígena e o batizaram de Pinheiros, pela grande quantidade de araucárias que havia na região.

A exposição “Dos Jerivás aos Pinheiros”, oitava edição do projeto de educação socioambiental “Rios DesCobertos”, caminha por esse curso d’água de forma provocadora e interativa, recriando suas trilhas.

A exposição reúne artistas, pesquisadores, professores e designers que se utilizam de recursos artísticos e tecnológicos para uma viagem no tempo pela história de um dos principais rios de São Paulo. Os curadores da mostra são Charlie de Oliveira e Alexandre Gonçalves.

A proposta é provocar um olhar cuidadoso para a relação do rio Pinheiros com o processo de urbanização da cidade a partir de uma abordagem territorial, desde suas nascentes até a sua foz, considerando os aspectos físicos, biológicos, geográficos e geomorfológicos, antropológicos e ambientais.

Por meio de instalações, mapas, maquetes, projeções, depoimentos e história, a mostra instiga o público a navegar por um vasto conteúdo distribuído por todo o espaço expositivo.

Uma maquete topográfica e interativa, marca registrada do projeto, é iluminada por projeções, apresentando todo o curso do rio Pinheiros e de seus afluentes, desde as nascentes na Serra do Mar até sua foz no rio Tietê. Por fim, a exposição apresenta a instalação “Rio”, que mostra as diferentes intervenções de engenharia na bacia hidrográfica do rio Pinheiros, em particular o “Projeto Serra” que alterou definitivamente a forma do rio e a ocupação de suas margens.

O principal objetivo da exposição é ser educativa e a parceria com o Sesc é para promover essa interação com escolas. Haverá um plano de visitas monitoradas.

“Dos Jerivás aos Pinheiros” ficará no Espaço das Artes do Sesc Santo Amaro de 20 de agosto a 18 de dezembro, de terça a sexta-feira, das 10h às 21h, sábados, domingos e feriados, das 11h às 18h. A classificação é livre. Agendamento de grupos – [email protected] . O endereço é rua Amador Bueno, 505, em Santo Amaro.

Fonte: Notícias da Região

Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DO MÊS