Siga-nos nas Redes Sociais


Curiosidades

6 animais selvagens que se relacionam bem com humanos

Publicado

dia:

6 animais selvagens que se relacionam bem com humanos

Animais selvagens sempre despertam um certo fascínio. Seja pela curiosidade, pela beleza ou pelos seus comportamentos, muitas pessoas gostariam de poder interagir mais com diversas espécies de animais.

E, em alguns casos, esse interesse pode ser considerado recíproco. Além das muitas espécies que nós domesticamos ao longo da história, outras, mesmo sendo selvagens, costumam ter um bom relacionamento com humanos. Abaixo listamos seis destas espécies — lembrando que animais selvagens podem atacar quando se sentem ameaçados e o contato só deve ser feito com especialistas por perto.

1. Chimpanzé

(Fonte: Getty Images)

Os chimpanzés são os animais mais próximos dos humanos na escala evolutiva. Nós compartilhamos mais de 98% do nosso DNA com eles, e as semelhanças vão muito além da aparência física. Comportamentos de medo, raiva, compaixão, alegria e tristeza são vistos em ambas as espécies e são expressados de maneira muito parecida.

E é exatamente por isso que é tão fácil para eles se sentirem à vontade com humanos. Existem, sim, alguns relatos de agressão — que podem ser fatais, inclusive —, mas de maneira geral é muito comum ver esses primatas sendo gentis. Basta procurar pelo trabalho desenvolvido pela primatóloga Jane Goodall, para perceber como os chimpanzés podem ser bastante amigáveis.

2. Elefantes

Thirawatana Phaisalratana(Fonte: Thirawatana Phaisalratana/Getty Images)

Os elefantes são animais muito sociáveis. Apesar de seu tamanho ameaçador e de ataques que podem terminar em verdadeiras tragédias, percebeu-se que eles normalmente preferem interagir de modo amigável com os humanos.

Tratadores de elefantes relatam casos emocionantes sobre a proximidade com esses animais. Eles são capazes reconhecer humanos mesmo quando separados por décadas, além de compreender e expressar sentimentos como alegria, raiva, tristeza, compaixão e amor.  

3. Capivara

(Fonte: Hakase_/Getty Images)(Fonte: Hakase_/Getty Images)

A capivara é um animal amigável em todos os sentidos. Muito comuns em áreas urbanas de algumas regiões do Brasil, elas não parecem se importar com a nossa presença. Isso faz desses roedores seres extremamente tranquilos.

Elas costumam responder bem ao contato humano, podendo se expressar ronronando, latindo, gargalhando, assobiando ou gritando, dependendo do que estão tentando comunicar. É possível se aproximar delas sem arriscar sofrer um ataque, embora não seja indicado o contato físico, visto que elas podem possuir parasitas e transmitir doenças.

 4. Panda

China Photos/Getty Images(Fonte: China Photos/Getty Images)

É muito provável que você já tenha visto algum vídeo de pandas brincando com tratadores em zoológicos. Ou apenas sendo eles mesmos e dando cambalhotas, caindo de árvores e brincando. Os pandas são, provavelmente, os seres mais pacíficos do reino animal.

Por isso mesmo eles interagem tão bem com humanos e nem ao menos demonstram ter medo de nós. Como todo animal selvagem, pandas podem atacar caso se sintam ameaçados, mas eles geralmente tendem a ser gentis e amigáveis.

 5. Golfinhos

Fonte: DNF-Style/Getty Images(Fonte: DNF-Style/Getty Images)

Os golfinhos estão entre os mamíferos mais inteligentes do planeta. Nos seus ambientes naturais, botos e golfinhos são curiosos e gostam de se aproximar de humanos — é muito comum que pessoas interajam com eles em mergulhos. Não há nada que desestimule esse contato, mas às vezes eles podem ser bastante inusitados.

Golfinhos podem pregar peças em humanos mais distraídos como uma maneira de interagir e até mesmo se divertir. Mas no geral eles apenas costumam nadar próximos de humanos e emitir alguns sons, como as suas famosas “gargalhadas”.

 6. Alpacas

franckreporter/Getty Images(Fonte: franckreporter/Getty Images)

Alpacas também tendem a desfrutar da companhia humana. Elas não costumam gostar de ser acariciadas, mas são capazes de aprender e seguir a orientação dos humanos.

Em seus grupos, elas são bastante afetuosas, e se não se sentirem ameaçadas, podem expressar esse mesmo sentimento para os humanos — elas envolvem seus pescoços e depois acariciam suavemente seus criadores.

Fonte: Mega Curioso

#grajaunews @grajaunews #grajau #saopaulo

Publicidade
Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA