Siga-nos nas Redes Sociais


Últimas Notícias

34 migrantes são encontrados mortos na costa do país

Publicado

dia:

34 migrantes são encontrados mortos na costa do país

Reprodução/Twitter

Autoridades dizem que pessoas haviam partido do norte do Líbano

As autoridades marítimas da
Síria

recuperaram 34 corpos
de migrantes
ao largo da costa da cidade portuária de Tartus nesta quinta-feira (22). A localidade fica próxima à fronteira com o norte do Líbano
, de onde o governo acredita que as pessoas teriam partido.

“O número de pessoas encontradas afogadas chegou a 34 e outras 20 pessoas estão recebendo cuidados no hospital Al-Basel de Tartus”, informou ainda a nota do Ministério da Saúde de Damasco.

Outras oito foram resgatadas com vida no mar e os barcos governamentais seguem em busca de mais sobreviventes.

Não se sabe ainda precisamente quantas pessoas estavam na embarcação que afundou, mas a mídia libanesa informa que relatos de sobreviventes apontam que cerca de 50 pessoas estariam desaparecidas há mais de 72 horas.

Ajuda humanitária dos EUA

A Síria voltou a ser pauta da diplomacia internacional ns últimas semanas após os Estados Unidos
anunciarem um financiamento de US$ 756 milhões em ajuda humanitária para o país.

A informação foi divulgada pela embaixadora do país na Organização das Nações Unidas (ONU), Linda Thomas-Greenfield, durante uma reunião do Conselho de Segurança.

Ao anunciar a assistência, Linda Thomas-Greenfield afirmou que a ajuda vai possibilitar o envio de água potável, alimentos, abrigo e suprimentos de higiene e socorro.

“Orgulho de anunciar mais de US$ 756 milhões em assistência humanitária para o povo sírio. Isso trará alívio imediato e se baseia nos mais de US$ 800 milhões em assistência aos sírios que anunciei em maio”.

Em maio, o governo do país já tinha anunciado o envio de US$ 800 milhões. Assim, o total enviado este ano é de US$ 1,5 bilhão. Segundo o Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, o valor demonstra o “apoio inabalável” dos EUA ao povo sírio.

Em julho, o Conselho de Segurança da ONU  havia aprovado uma resolução que permite até 10 de janeiro de 2023 que países enviem ajuda humanitária a regiões controladas por grupos jihadistas e rebeldes sem precisar da permissão do governo sírio.

Entre no 
canal do Último Segundo no Telegram

e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Publicidade

Siga-nos no Facebook

LEITORES ONLINE

AS MAIS LIDAS DO MÊS